Mais lidas
Cotidiano

Polícia investiga se criança morta na região de Curitiba conhecia assassino

.

Luis Gabriel foi morto por estrangulamento, segundo informações iniciais. Foto: Arquivo familiar
Luis Gabriel foi morto por estrangulamento, segundo informações iniciais. Foto: Arquivo familiar

A Polícia Civil de Araucária, na região metropolitana de Curitiba, investiga desde ontem (20) a morte do menino Luis Gabriel da Silva, de 6 anos. Ele desapareceu no fim da tarde de ontem e foi encontrado morto horas depois. O garotinho estava nu e possivelmente acabou assassinado por estrangulamento. As investigações apontam que o menino pode ter sido morto por alguém conhecido, já que não há relatos de que ele foi forçado a entrar em um matagal, onde o corpo estava.

A superintendente Euzira Wagner Antônio afirma que a polícia trabalha com a possibilidade de o menino conhecer o assassino.”Foi um crime que nos deixou sem dormir. Estamos com equipes nas ruas para falar com a família, vizinhos, resgatar imagens para entender o que aconteceu. Precisamos analisar a veracidade desse vídeo, onde ele aparece junto com o amigo. Trabalhamos com a possibilidade de ser alguém conhecido, sim, pelo desenrolar do crime”, descreveu Euzira.

Segundo o site Banda B, a polícia analisa um vídeo onde Luis Gabriel aparece caminhando ao lado de um amigo. A câmera é de uma residência próxima da casa da família do menino e registra o momento em que Luis Gabriel caminha ao lado de um amigo. Horas depois, o amigo voltou, mas sem Luis Gabriel. Foi então que a família se desesperou.

Redes sociais - Uma foto do Luis Gabriel chegou a circular nas redes sociais em busca de informações, mas horas depois a morte da criança foi confirmada. Por volta das 21 horas, Gabriel foi encontrado morto, sem roupas. Os peritos do Instituto de Criminalística determinaram, de forma preliminar, que a causa da morte da criança seria por asfixia e que há indícios de abuso sexual, mas apenas exames a serem realizados posteriormente poderão confirmar se de fato houve abuso.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber