Mais lidas
Cotidiano

Auditores fiscais paralisam atividades por dois dias em Foz

.

Além do corte orçamentário, os auditores fiscais protestam contra a falta de regulamentação do porte de armas, contra o não pagamento da indenização de fronteira e contra o não andamento de uma Lei Orgânica do Fisco - Foto: clickfozdoiguacu.com.br/reprodução
Além do corte orçamentário, os auditores fiscais protestam contra a falta de regulamentação do porte de armas, contra o não pagamento da indenização de fronteira e contra o não andamento de uma Lei Orgânica do Fisco - Foto: clickfozdoiguacu.com.br/reprodução

Os auditores fiscais da Receita Federal, em exercício em Foz do Iguaçu, na região da Tríplice Fronteira, no extremo Oeste do Paraná, paralisaram as atividades de fiscalização aduaneira na fronteira. O movimento, que prossegue até amanhã, 14, prejudica os despachos de cargos internacionais, muito frequentes na região. Cerca de 500 caminhões já estão parados esperando liberação da entidade, conforme o site clickfozdoiguacu.com.br.

Conforme a Delegacia Sindical do Sindifisco Nacional em Foz do Iguaçu, apenas as atividades essenciais estão sendo mantidas. A paralisação decorre do corte de orçamento nas atividades típicas do órgão, com reflexos inclusive sobre as operações de combate de corrupção, como a Lava-Jato, Zelotes e Acrônimo.

Além do corte orçamentário, os auditores fiscais protestam contra a falta de regulamentação do porte de armas, contra o não pagamento da indenização de fronteira e contra o não andamento de uma Lei Orgânica do Fisco, que confira autonomia e independência à Receita Federal do Brasil.

As informações são do site clickfozdoiguacu.com.br

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber