Mais lidas
Cotidiano

Greve do ônibus afeta usuários de 395 linhas em Curitiba 

.

Usuários do transporte coletivo em ponto de biarticulado na avenida João Gualberto, região do bairro Juvevê: - Foto: Franklin Freitas - site Bem Paraná
Usuários do transporte coletivo em ponto de biarticulado na avenida João Gualberto, região do bairro Juvevê: - Foto: Franklin Freitas - site Bem Paraná

Um boletim liberado pelo Centro de Controle Operacional (CCO) da Urbs , no meio desta manhã de terça-feira, 12, mostra que às 10h30. as empresas operadoras Mercês, Expresso Azul e Santo Antonio operavam com 100% da frota. A empresa Almirante Tamandaré, que operava com 50% no início da manhã, estava com 25% de operação. A empresa Marechal opera com 30% da frota desde o início da manhã. O CCO detalha que 395 linhas foram afetadas pela paralisação

As demais não têm nenhum carro circulando, descumprindo determinação judicial de frota mínima, que previa 50% das 5 às 9 horas e das 17 às 20 horas, e 30% no restante. A Urbs está entrando com um pedido na Justiça para cumprimento do acordo. A Urbs também reafirma que está em dia com o pagamento às empresas, que nesta segunda-feira (11) repassou mais R$ 1,4 milhão, e estranha o não pagamento dos salários dos funcionários. Motoristas e cobradores das empresas metropolitanas receberam em dia. As informações são do site Bem Paraná.


395 LINHAS
- A paralisação de motoristas e cobradores, deflagrada a zero hora desta terça-feira, 12, atinge a 395 linhas de ônibus que atuam na Capital e pegou muita gente de surpresa. As linhas afetadas são São José Filial, CCD, Tamandaré Filial, Cidade sorriso, Glória, Marechal Filial, Redentor, Araucária Matriz e Filial e Marechal Matriz. São cerca de 7 mil trabalhadores que estão parados.


Fonte: site Bem Paraná

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber