10 milhões de pedidos sem resposta por auxílio emergencial - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

    Cotidiano

    10 milhões de pedidos sem resposta por auxílio emergencial

    Foto por Jornal Contábil
    Escrito por Da Redação
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    O governo anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por mais dois meses, porém ainda existem 8 milhões de pessoas na fila à espera do resultado de uma análise para definir se vão ou não receber o benefício. 

    Já somam 80 dias desde o início do programa e até o momento são milhões de brasileiros que aguardam uma resposta. Enquanto 2 milhões dependem da reanálise feita pelo Ministério da Cidadania. 

    De acordo com a diretora de relações institucionais da Rede, Paola Carvalho, os que estão na reanálise receberam a 1.ª parcela e entraram em análise novamente. Já são mais de 107 milhões de cadastros analisados, com 64,3 milhões de beneficiados (entre a 1.ª, 2.ª e 3.ª parcelas) e 43 milhões de pessoas com benefício negado. "Muitas pessoas mudaram de condição, da primeira para a segunda análise. Muitas pessoas receberam a 1.ª parcela e, depois, foram cortadas. Mas o governo não dá transparência aos números", afirmou.

    A instituição entrou com representação no Ministério Público Federal solicitando medidas para garantir os direitos das pessoas mais vulneráveis que ainda não receberam o auxílio.

    Segundo o Ministério da Cidadania, atualmente estão em análise na Dataprev 1.572.325 cadastros feitos pelo aplicativo e 1.364.199 pelo porta da Caixa, entre 17 a 30 de junho.

    "Para ser elegível é necessário atender a todos requisitos da lei. Um dos problemas que podem ocorrer, por exemplo, é a situação na qual a pessoa encontra-se desempregada recentemente, mas a informação ainda não consta nas bases de dados do Governo Federal", afirma a nota.


    Com informações: Bem Paraná

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Como reestruturar e garantir a sobrevivência do meu negócio?

    Deixe seu comentário sobre: "10 milhões de pedidos sem resposta por auxílio emergencial"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.