Governo destina recursos para 106 hospitais de pequeno porte - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Brasil

Governo destina recursos para 106 hospitais de pequeno porte

Hospitais de pequeno porte recebem recursos. Foto: Assessoria
Foto por
Escrito por da redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Os hospitais de pequeno e médio porte, que possuem entre 15 e 100 leitos, podem contar com o apoio do Governo do Paraná para custear os serviços à população. Mensalmente, a secretaria estadual da Saúde destina R$ 2,6 milhões a 106 hospitais que aderiram à terceira fase do Hospsus, programa estadual de Apoio e Qualificação de Hospitais Públicos e Filantrópicos do SUS Paraná.

“Este é um investimento que amplia o atendimento hospitalar à população”, destacou o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto. Segundo ele, desde a implantação do Hospsus, o Governo do Estado já destinou mais de R$ 700 milhões ao custeio de hospitais públicos e filantrópicos, o que tem garantido resultados expressivos, como a ampliação de leitos gerais e de UTI.

A primeira fase do programa, iniciada em 2011, foi dirigida a hospitais de alta complexidade e maternidades que atendem gestantes de alto risco. A segunda fase foi lançada no início de 2013 com a estratégia de qualificação do parto, voltada a hospitais e maternidades que atendem gestantes de risco habitual e intermediário.

A terceira fase entrou em funcionamento no final de 2013 para atender aos pequenos hospitais, na maioria públicos municipais. O objetivo é oferecer uma solução a estas instituições que, muitas vezes, possuem dificuldades em se manter, dando a elas uma nova vocação. Além do repasse de recursos, o Estado oferece apoio e consultoria para que os hospitais se adaptem às regras do programa e garantam a contrapartida à sociedade.

Cada hospital pode optar por uma das três linhas de atuação: priorizar a atenção materno-infantil, aderindo à Rede Mãe Paranaense; atuar como Centro de Atenção Psico-Social, na área de atendimento de saúde mental; ou fortalecer seu atendimento de urgência e emergência.

“Aumentar a capacidade de atendimento dos pequenos hospitais é uma forma de evitar a sobrecarga das instituições de maior complexidade, que estão concentradas nos grandes centros. Esse apoio fortalece toda rede hospitalar”, afirmou o diretor do Paraná Urgência, Vinícius Filipak.

Um dos municípios beneficiados pelo repasse é Prado Ferreira, no norte do estado. Segundo o prefeito e também presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema (Cismepar), Sílvio Antônio Damasceno, desde o começo da gestão Beto Richa o repasse de recursos para os hospitais da região aumentou mais de seis vezes.

“Este recurso do Estado ajuda muito a equilibrarmos as contas. Os hospitais públicos representam cerca de 80% dos gastos com saúde que temos na região. Graças a esta e outras iniciativas da Secretaria de Saúde e do Governo do Estado vamos poder ajudar muito mais a população”, enfatizou Damasceno.
POTENCIAL – Em levantamento feito pela Secretaria da Saúde, foram identificados 182 hospitais que se encaixam nas regras da terceira fase do programa, o que significaria cerca de R$ 4,5 milhões mensais em repasses. No entanto, para participar, o hospital precisa aderir ao Hospsus e cumprir as contrapartidas previstas.

“Os incentivos criados pelo Governo do Estado têm regras e metas. Não se trata de mesada, mas de recursos públicos aplicados para custear e ampliar serviços aos nossos cidadãos”, disse Caputo Neto.

Dos 106 hospitais já credenciados na fase 3 do programa, 86 são públicos municipais e 20 filantrópicos. Os valores repassados variam de R$ 10 a R$ 60 mil mensais, dependendo da característica da instituição. Hospitais até 15 leitos recebem R$ 10 mil por mês; de 16 a 30 leitos, R$ 20 mil; de 31 a 50 leitos, R$ 30 mil. As unidades que possuem entre 51 e 100 leitos só podem participar do programa caso estejam em municípios com até 50 mil habitantes, de acordo com dados do censo 2010.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Governo destina recursos para 106 hospitais de pequeno porte"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.