Mais lidas

    Arapongas

    ARAPONGAS

    Sindicato não comparece em reunião sobre greve da Prodasa

    Sindicato não comparece em reunião sobre greve da Prodasa
    Foto por Divulgação
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 14.01.2021, 16:04:07 Editado em 14.01.2021, 16:04:32
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Membros do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação (STIAAR) e representantes dos trabalhadores grevistas não compareceram na reunião com membros da diretoria da Prodasa, a fim de avançar nas negociações para encerrar a greve que atinge a empresa desde o dia 18 de dezembro. A reunião estava agendada para esta quinta-feira (14) e deveria ter ocorrido no gabinete do prefeito Sérgio Onofre, chamado para auxiliar como mediador nas negociações. Conforme os trabalhadores adiantaram na quarta-feira, a greve foi iniciada por atraso no pagamento de salários, 13º e falta dos depósitos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço – FGTS. 

    “Nós lamentamos que só os representantes da diretoria da empresa tenham vindo para a reunião, pois esse poderia ter sido o caminho para o fim da greve. Nosso interesse em aceitar o convite para auxiliar no diálogo entre as partes foi um só: preservar uma empresa como a Prodasa que, se fechar, pode afetar de forma direta na vida de mais de 400 trabalhadores”, assinalou o prefeito. Para Sérgio Onofre, o sindicato e seus advogados deveriam reavaliar o posicionamento e retomar o diálogo, pois o ano de 2020 trouxe grandes dificuldades para muitas empresas.

    Os representantes da diretoria trouxeram para a reunião uma proposta de parcelamento do 13º. salário e também do salário de dezembro. Pela proposta, o pagamento do 13º. salário de 2020 seria feito em duas parcelas, na proporção de 50% cada, sendo a primeira na data de 15 de janeiro e a segunda no quinto dia útil de março. Já o pagamento do salário de dezembro seria feito no dia 20 de janeiro. Os representantes da diretoria ressaltaram que a indústria está há cerca de um mês sem produção, o que a impossibilita de cumprir qualquer acordo em valor maior do que o proposto, em razão da falta de faturamento. Estiveram presentes Dr. Eneas Prado, membro da diretoria, acompanhado de três advogados.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Arapongas

    Deixe seu comentário sobre: "Sindicato não comparece em reunião sobre greve da Prodasa"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.