Arapongas

Sem pedágio, prefeito não vê prejuízo para Arapongas

Município vai deixar de receber uma quantia significativa de ISS todos os meses

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Sem pedágio, prefeito não vê prejuízo para Arapongas
fonte: Geraldo Bubniak/AEN

O prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre da Silva (PSC), disse na sexta-feira que não vê prejuízo algum para o município a liberação da praça de pedágio local, que vai ficar pelo menos um ano desativada com o fim do contrato de concessionária Viapar a partir deste final de semana. Município vai deixar de receber uma quantia significativa de ISS todos os meses.

continua após publicidade

“É uma ilusão essa história de que Arapongas vai sair perdendo, pelo contrário, vai até sair ganhando”, avalia Onofre. Segundo ele, com a desativação da praça de pedágio, as pessoas poderão se deslocar mais de uma cidade para outra. “Quem mora em Londrina poderá vir para Arapongas, quem mora em Arapongas poderá ir para Londrina e assim também quem mora em Rolândia poderá vir para Arapongas e de Arapongas para Rolândia”, avalia. No seu entender, sem pedágio quem sai ganhando são os próprios municípios cortados por rodovias pedagiadas.

O prefeito disse ainda que colocou à disposição do governador Ratinho Junior (PSD) toda estrutura de Arapongas para garantir a segurança dos usuários e preservação da rodovia no trecho de rodovia que corta Arapongas. Ele informou que colocou à disposição ambulâncias, Guarda Municipal e equipamentos para garantir o fluxo de veículos com segurança na rodovia durante o período sem cobrança de pedágio, assim como a manutenção da pista “Acima de tudo, nós temos que garantir a segurança dos usuários e a preservação da rodovia, que é um patrimônio não só do Estado, mas também de Arapongas, é de todos nós paranaenses”, afirmou.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News