Arapongas

"Queria agradecer de joelhos", diz pedreiro curado da covid

O araponguense Antônio Carlos de Assis, de 57 anos, se recuperou da doença junto da esposa e da enteada

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia "Queria agradecer de joelhos", diz pedreiro curado da covid
fonte: Arquivo pessoal
"Queria agradecer de joelhos", diz pedreiro curado da covid

"Queria agradecer de joelhos a todos que me ajudaram”, diz emocionado o pedreiro Antônio Carlos de Assis, de 57 anos, de Arapongas, que se curou da Covid-19, após ficar três dias internado. Há 20 dias, ele, a esposa, Terezinha de Fátima Teodoro, de 62 anos, e a enteada Alessandra, de 41 anos, contraíram a doença, mas os sintomas do pedreiro foram mais graves e ele teve 50% do pulmão comprometido por pneumonia.

continua após publicidade

Ele, que é morador do Jardim Aeroporto, conta que começou a passar mal em um domingo e na segunda precisou ir à Unidade de Pronto Atendimento (Upa). "Corpo cansado, uma canseira e muita falta de ar. Fiz o exame e não deu outra, estava com covid. Eu estava ficando muito ruim e meu amigo, o Luizinho, do '18 horas', me levou para o hospital junto do meu filho", recorda.

No terceiro dia, Carlos recebeu alta médica para continuar o tratamento em casa. "Tive muita febre, tontura e pressão alta, mas fui me recuperando com a graça de Deus. Gostaria de agradecer a todos que me ajudaram e a Deus por me dar essa nova chance", comemora. 

continua após publicidade

 

 Antônio Carlos de Assis com a esposa e a filha. Todos estão curados da Covid-19  fonte: Arquivo pessoal
Antônio Carlos de Assis com a esposa e a filha. Todos estão curados da Covid-19


Tags relacionadas: #ARAPONGAS #COVID-19 #Cura #PANDEMIA