Por unanimidade, TRE libera candidatura de Sérgio Onofre - TNOnline
Mais lidas

    Arapongas

    Arapongas

    Por unanimidade, TRE libera candidatura de Sérgio Onofre

    Por unanimidade, TRE libera candidatura de Sérgio Onofre
    Foto por Reprodução
    Escrito por Política
    Publicado em 12.11.2020, 15:05:39 Editado em 12.11.2020, 16:09:35
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), reformou a decisão do juiz eleitoral da Comarca de Arapongas e confirmou o registro do atual prefeito e candidato à reeleição de Arapongas, Sérgio Onofre (PSC). "Reconhecendo as situações relativas a prestação de contas entre 2006 a 2008, que não configuram nem irregularidade insanável ou alguma forma de improbidade administrativa", ressalta o advogado da defesa do candidato Guilherme Gonçalves.

    O TRE reconheceu que as contas foram regularmente aprovadas em 2006 e 2007, bem como também reconheceu que em 2008 não houve responsabilização pessoal de Onofre. "Portanto não houve dolo, nem má fé, como o próprio Tribunal de Contas do Estado (TCE), ressalvou. Quanto a irregularidade sobre recebimento a mais também já foi sanado", conclui o advogado. 

    O registro havia sido impugnado através de decisão do dia 19 de outubro, assinada pelo juiz Luciano Souza Gomes, devido a uma ação de impugnação proposta pelos adversários de Sérgio Onofre. O motivo foi o pagamento de diárias aos vereadores quando Onofre ainda era presidente da Câmara. O juiz não acatou as alegações de que, ao assumir o cargo de presidente da Câmara, Sérgio estava sujeito aos atos legislativos realizados nas legislaturas anteriores. E, dentre tais atos, encontrava-se a Lei Municipal nº 3.139, publicada em 31.08.2004 (legislatura em que ele não era o presidente da Câmara), que fixava os subsídios dos vereadores para a legislatura 2005/2008. Essa lei estabelecia, em seu artigo 5º, o pagamento de parcela indenizatória em caso de convocação extraordinária no período de recesso.

    No TRE, porém, o entendimento unânime foi de que esses pagamentos, de acordo com a legislação que estava em vigor à época, não configuraram nem irregularidade insanável, nem improbidade administrativa. 

    Sérgio Onofre, disse que o TRE cumpriu o que pede a legislação. "Acho que os adversários tumultuaram o processo mas nós conseguimos reverter isso graças a Deus. Eu disse desde o início da campanha que nós íamos enfrentar dificuldades com eles, que eu conheço bem. Sempre acreditei e continuo acreditando na Justiça", pontua.

    O julgamento do recurso do candidato, estava na pauta da sessão desta segunda-feira (9) do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Onofre teve três desembargadores discursando favoravelmente à sua defesa, entretanto a expectativa aumentou pelo resultado que foi adiado a pedido do desembargador Vitor Roberto Silva, vice-presidente e corregedor do TRE-PR.

    Quarto desembargador a se pronunciar, ele pediu vistas do processo, justificando não estar seguro para dar um voto convicto, em se tratando de questão polêmica e que provocou acaloradas discussões no tribunal.

    Com a expectativa alcançada a três dias das eleições, o candidato disse que a campanha da sua coligação seguirá mais forte até domingo. "Tudo isto soma ao que vai acontecer nesta eleição que é um julgamento da nossa administração. Nossos adversários agora vão ter que nos enfrentar na instância que eles vinham tentando evitar a qualquer custo: a urna”, finalizou o prefeito.

    Sérgio Onofre, concorre à reeleição pela coligação “Arapongas de Mãos Dadas com o Futuro” (PSC/DEM/PSD/PL/DC/PTB/PSL/PDT/PP e PSB).

    Da Redação.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Arapongas

    Deixe seu comentário sobre: "Por unanimidade, TRE libera candidatura de Sérgio Onofre"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.