Arapongas

Laranja Mecânica só depende de si para ir à semifinal

Equipe de Arapongas enfrenta o PSTC, em Cornélio Procópio, pela última rodada da primeira fase do campeonato

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Laranja Mecânica só depende de si para ir à semifinal
fonte: João Victor Bulhak/Laranja Mecânica

O Esporte Clube Laranja Mecânica só depende de si mesmo para conseguir a classificação para a próxima fase da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense de Futebol. A equipe, que está em quarto lugar na tabela, entra em campo neste domingo (15), contra o PSTC, às 15h30, no Estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio. A partida é válida pela 9ª e última rodada da primeira fase da competição.

continua após publicidade

O Laranja vai para o jogo na última posição que dá vaga às semifinais da Segundona. O time tem 12 pontos e só está na frente do Foz do Iguaçu pelo critério de saldo de gols, com dois para o time araponguense e um para a equipe iguaçuense. Aruko Sports, Andraus Brasil e AA Iguaçu dividem o G4 com o clube de Arapongas. Foz do Iguaçu, PSTC e Toledo, fora da zona de classificação, ainda sonham com uma vaga.

Diego, que tomou um cartão vermelho no último jogo, não poderá participar do confronto deste domingo e Filipe Renan, Clayson e Matheus podem substituir o meia-atacante. O time de Rodrigo Casagrande deve iniciar a partida com: Thiago; Manoel, Samir, Matheus e Meneghel; Mello, Guilherme, Clayson e Igor; Tonny e João Pedro.

continua após publicidade

O técnico Casagrande disse que o time tentará repetir bom ritmo como da última rodada do torneio, quando a equipe venceu o Toledo em casa por 2 a 0. “Em Cornélio Procópio será mais um jogo decisivo, vencer a última partida deixou nós dependente somente das nossas forças. Que nós façamos uma partida tão boa quanto a última, na vitória sobre o Toledo”, disse o treinador.

Todos os jogos da 9ª rodada acontecem no mesmo horário, às 15h30. Dois times serão rebaixados e quatro avançam para a semifinal do campeonato. Os finalistas sobem para a divisão de elite do Paranaense.

Por Vitor Flores