Arapongas

Honpar não tem mais leitos exclusivos para Covid-19

Desde o início de 2022, os leitos exclusivos para tratamento da doença foram descontratualizados. Entenda:

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Honpar não tem mais leitos exclusivos para Covid-19

O Hospital Norte Paranaense, Honpar, de Arapongas, não tem mais leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19, desde o primeiro dia de 2022. A medida foi tomada pelo governo do estado, considerando a baixa taxa de ocupação média dos leitos exclusivos. A informação foi confirmada pela secretaria de Saúde do município. Até o fim de dezembro de 2021, o hospital contava com 15 leitos de UTI e 10 leitos de enfermaria.

continua após publicidade

De acordo com a secretaria de Saúde de Arapongas, apenas dois pacientes com covid estão internados no Honpar atualmente, um na UTI e outro na enfermaria, ambos iniciaram o tratamento antes da descontratualização dos leitos.

De acordo com o Chefe da 16ª Regional de Saúde (RS) de Apucarana, responsável por 17 municípios, Marcos Costa, todos os leitos contratualizados na região para tratamento exclusivo da doença voltaram a funcionar como leitos comuns, mas isso não quer dizer que a população ficará sem tratamento. "Todos os leitos que eram exclusivos para covid nos hospitais de Apucarana e Arapongas, voltaram a operar como leitos comuns. Apenas 3 municípios da macrorregião irão manter leitos preferenciais para o tratamento, mas isso não significa que um paciente que precisar de tratamento ficará desassistido. A partir de agora, o médico regulador que atender o caso é quem vai determinar para qual hospital o paciente será encaminhado, e dependendo da gravidade do caso, Apucarana e Arapongas ainda poderão receber pacientes", informou.

continua após publicidade

Na área que abrange a macrorregião que inclui Apucarana e Arapongas, Costa explicou ainda que, para casos mais graves, há leitos preferenciais para o tratamento da covid nas cidades de Londrina, Santo Antônio da Platina e Ivaiporã. "Em Londrina, o Hospital Universitário (HU) mantém 50 leitos preferenciais de UTI e 51 de enfermaria, em Santo Antônio da Platina são 10 leitos de UTI e 9 de enfermaria e em Ivaiporã, são 20 leitos de UTI e 9 de enfermaria, todos estes preferenciais para receber pacientes da covid pela nossa região", explicou o Chefe da RS.

Providência

A reportagem do TNOnline entrou em contato com a assessoria do Hospital da Providência para confirmar a descontratualização dos leitos, porém, a assessoria afirmou que "mantém os leitos exclusivos para tratamento covid-19, leitos clínicos e UTI". Quando perguntado sobre a afirmação da 16ª RS sobre as descontratualizações, a assessoria respondeu que "o hospital mantém por enquanto os leitos disponíveis".