Arapongas

Homem morre atropelado por caminhão e motorista foge na BR-369

De acordo com a PRF, o acidente aconteceu entre Arapongas e Rolândia

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
A PRF ainda repassou que o acidente foi registrado através de câmeras de um estabelecimento comercial
fonte: PRF
A PRF ainda repassou que o acidente foi registrado através de câmeras de um estabelecimento comercial

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou, na manhã desta sexta-feira (17), que um atropelamento fatal foi registrado na BR-369, após a saída da antiga praça de pedágio, entre Arapongas e Rolândia. O veículo envolvido no acidente não ficou no local. 

continua após publicidade

Conforme a PRF, o acidente aconteceu por volta das 20h08 de quinta-feira (16), porém, o corpo permaneceu próximo ao acostamento até ser encontrado nesta madrugada.

A PRF ainda repassou que o acidente foi registrado através de câmeras de um estabelecimento comercial onde foi confirmado que um possível andarilho, ainda não identificado, ao fazer a travessia da rodovia logo após a saída da antiga praça de pedágio de Arapongas sentido Rolândia foi atropelado por um caminhão que seguia sentido Rolândia.

continua após publicidade

O caminhão causador do acidente não permaneceu no local, fugiu e não prestou socorro. A polícia realiza diligências para identificar o motorista. 

A região da praça de pedágio tem pouca iluminação e outros acidentes já aconteceram no local, além de outros problemas. 

Vidros quebrados, fiação furtada, pichações nas paredes, falta de segurança... O cenário é de depredação e abandono na praça de pedágio. O local está desativado desde novembro de 2021, quando acabaram as concessões de pedágio no Paraná e as rodovias voltaram para administração dos governos federal e estadual.

continua após publicidade

A reportagem visitou a praça de pedágio de Arapongas no início da tarde desta quinta-feira (9). O antigo prédio de apoio aos motoristas, onde ficavam os banheiros e a área de descanso, estão destruídos. Portas foram derrubadas e vidros estão estilhaçados. Nas cabines de cobrança, o cenário também é de depredação.  Toda a fiação do local foi furtada.

Durante a presença da reportagem, pessoas estranhas ao local transitavam livremente. À noite, segundo relatos obtidos pelo TNOnline, a situação é ainda pior. A escuridão completa,  por conta da falta de iluminação, facilita a ação dos criminosos e também gera riscos de acidentes. A praça de pedágio está vazia desde a saída dos funcionários da Concessionária Viapar, que era responsável pela estrutura. 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News