Arapongas

Familiares e amigos pedem justiça por morte de jovem

Da Redação ·

Familiares e amigos de Emerson Castilho, jovem que foi assassinado em Arapongas, realizaram na tarde desse domingo (14), uma manifestação e pediram por justiça. 

continua após publicidade

O protesto contou com a participação de muitos motociclistas e motoristas que seguiram pelas ruas da cidade. A manifestação terminou na Avenida Siriema, em frente  ao bar que Emerson foi baleado.

A família disse que não tem novidades sobre o caso e pede por justiça. 

continua após publicidade

O caso: 

O jovem que morreu após ser baleado em Arapongas, no dia 26/02,  foi identificado. Emerson Castilho tinha 22 anos e foi atingido por três tiros. O autor dos disparos é um policial que estava de folga em um bar. 

A Polícia Militar (PM) informou que o rapaz que morreu e um outro homem teriam tentando roubar um bar que fica na Avenida Siriema, que o policial de folga, que estava dentro do estabelecimento, sacou a arma dele e deu voz de abordagem.

continua após publicidade

Ainda de acordo com a PM, um dos envolvidos colocou a mão na cintura, diante da situação o policial que estava de folga, atirou três vezes. Emerson chegou ser socorrido pelo Samu, mas morreu no Hospital. 

O outro envolvido não ficou ferido e foi detido. A PM encontrou uma arma, que era falsa, um simulacro, que estaria com o rapaz que morreu.Amigos e familiares contestam a versão da polícia e garantem que Emerson não era assaltante, que era um jovem trabalhador e que sonhava em ser socorrista. "Queremos justiça, ele era trabalhador, quem fez isso tem que ser preso, pois tirou o sangue de um inocente", disse a tia do rapaz, Meire Castilho. O caso será devidamente apurado pela Polícia Civil.

Nas redes sociais, amigos lamentam a morte do jovem: "ele era muito trabalhador, não era assaltante""vai fazer falta, sempre muito alegre"