Arapongas

Atendimentos do Samu para Covid voltam a subir em Arapongas

Aumento no número de casos amplia o tempo de espera pela chegada de ambulâncias.

Da Redação ·
Do total de atendimentos realizados em 24 horas, pelo menos 37% das ocorrências são relacionadas a pacientes com Covid-19.
fonte: Divulgação
Do total de atendimentos realizados em 24 horas, pelo menos 37% das ocorrências são relacionadas a pacientes com Covid-19.

Dados fornecidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Arapongas demonstram que do total de atendimentos realizados em 24 horas, pelo menos 37% das ocorrências são relacionadas a pacientes com Covid-19. O aumento no número de casos que precisam do serviço amplia o tempo de espera pela chegada das ambulâncias nas demais ocorrências.

continua após publicidade

Os dados se baseiam nos atendimentos realizados no último dia 10 de maio, quando as ambulâncias do Samu foram acionadas 37 vezes para diversos atendimentos. Destes, 14 chamados era para atender casos de pacientes com Covid-19. Neste dia, algumas ocorrências de acidentes de trânsito tiveram um tempo de espera um pouco maior, por conta dos protocolos de desinfecção que precisam ser cumpridos a cada atendimento relacionado a Covid-19.

São atendimentos em casa de pacientes com covid que precisam de hospitalização e outros de transferência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o Honpar. Cada vez que um atendimento como este termina, leva-se de 15 a 30 minutos para desinfecção total da viatura e desparamentação dos socorristas”, explica o coordenador do Samu Arapongas, Enfermeiro Carlos Eduardo Arruda.

continua após publicidade

Arapongas conta com duas ambulâncias básicas, uma unidade avançada (UTI), e de uma outra ambulância que foi colocada pelo município para atendimentos mais simples para transferências e altas de pacientes com Covid. Mesmo assim, em dias de maior fluxo de ocorrências, o tempo de resposta do Samu acaba sendo um pouco maior.

O atendimento não é prejudicado, mas acabamos demorando um pouco mais para chegar nos locais de ocorrência. A comunidade pode colaborar com o Samu, utilizando o serviço de forma racional, em casos que sejam realmente de urgência e emergência. Respeitar os protocolos de distanciamento e prevenção ao coronavírus também é uma forma de colaborar, já que, podemos ver que a cada feriado ou dia de comemorações, na semana seguinte, aumentam os casos de Covid, por conta de reuniões e aglomerações”, ponderou o coordenador.