Arapongas

Arapongas implanta projeto “Cidade Segura”; assista

Para aderir ao projeto basta entrar em contato com a Guarda Municipal.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Arapongas implanta projeto “Cidade Segura”; assista
Arapongas implanta projeto “Cidade Segura”; assista

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Trânsito de Arapongas (Sestran) em parceria com comerciantes, empresas e sociedade civil, passa a contar com o projeto “Cidade Segura”, que busca inibir a ação de criminosos e aumentar a segurança dos moradores. O Jardim Portal das Flores foi o primeiro bairro que aderiu ao projeto, com 16 câmeras de rua, sendo vigiadas em tempo real pela Guarda Municipal.

continua após publicidade

De acordo com o secretário da Segurança Paulo Argati, o projeto é uma importante ferramenta do Poder Público para detectar, prevenir e reagir às situações de emergência. Além disso, é uma ação onde o setor público e o setor privado compartilham de informações para integralidade da segurança pública municipal. “As imagens cedidas pela comunidade, sejam residenciais ou comerciais mediante um termo de compromisso assinado entre ambas as partes, poderão ser visualizadas em tempo real pela Guarda Municipal, através Centro de Comando Operacional – CCO. Basta ser disponibilizado pelo solicitante o login e a senha, para que a GM tenha o acesso 24 horas por dia”, afirma.

Argati acrescenta ainda que é vedada a utilização de câmeras para captação de imagens das áreas internas, e também fica proibida a exibição de imagens para terceiros, exceto para instruir inquéritos policiais ou processos administrativos e judiciais. Todas as especificações das câmeras e equipamentos a serem utilizados ficam a cargo da Sestran.

continua após publicidade

Para aderir ao projeto basta entrar em contato com a Guarda Municipal pelo telefone 3902 - 1010 que um técnico responsável irá até o local para esclarecimento de dúvidas.

Monitoramento Municipal

Arapongas conta com 20 câmeras de segurança instaladas, das quais, apenas 8 estão em funcionamento. De acordo com o secretário de Segurança, isso ocorre porque os equipamentos foram instalados há quase 10 anos e a manutenção e aquisição de novos aparelhos tem um custo muito alto. “Por essa razão temos um projeto pronto para viabilizar a ampliação do serviço e reestabelecer o funcionamento dessas câmeras que não se encontram em operação. Mesmo assim, as câmeras que estão em funcionamento estão em pontos estratégicos e oferecem alta tecnologia. Também estamos trabalhando com um sistema de câmeras analíticas ou câmeras inteligentes, que captura as placas dos veículos e fazem verificação junto ao banco de dados do Estado, caso haja algum alerta de furto ou roubo, imediatamente uma viatura é acionada para realizar a abordagem”, explicou Argati.

continua após publicidade

O secretário também falou sobre uma verba federal que deve ser viabilizada ainda neste ano para implementação do sistema de monitoramento da cidade. “Aguardamos essa verba através de uma emenda parlamentar para concluir todo o projeto de monitoramento, ou seja, ter as 20 câmeras em funcionamento e ampliar o número de câmeras analíticas, que atualmente são duas”, argumentou o secretário.

Assista entrevista completa:

 Arapongas implanta projeto “Cidade Segura”; assista - Vídeo por: tnonline