Arapongas

Arapongas deve deixar o Cisvir a partir de janeiro, diz prefeito

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Arapongas deve deixar o Cisvir a partir de janeiro, diz prefeito
Arapongas deve deixar o Cisvir a partir de janeiro, diz prefeito

A partir de janeiro, a Prefeitura de Arapongas deverá deixar de participar do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ivaí e Região (Cisvir). A informação foi dada pelo prefeito Sérgio Onofre, na tarde desta terça-feira (08). Segundo ele, a decisão de deixar o Cisvir foi tomada por não concordar com a forma como o consórcio vem sendo conduzido, hoje sob a presidência do prefeito de Marilândia do Sul, Aquiles Takeda. “Na verdade, entendo que seria preciso uma mudança no jeito como funciona o consórcio e sua forma de gestão e não vejo as coisas caminhando nesse sentido. Então é melhor que Arapongas deixe de participar e que encontremos outra maneira de resolver as nossas demandas”, afirmou o prefeito.

continua após publicidade

Sérgio Onofre destaca que antes da saída de Arapongas vai pedir uma sindicância ou prestação de contas detalhada para a atual gestão. Ele disse discordar da forma como o Cisvir vem sendo conduzido pela presidência. “Hoje, como está, o Cisvir tem dono e isso não é correto. O Cisvir tem que ser de todos os municípios e todos os detalhes envolvendo a sua gestão precisam ser amplamente discutidos com todos os integrantes”, afirma o prefeito de Arapongas. Na sua constituição, o Cisvir conta com 17 municípios.

Para Sérgio Onofre, que neste mandato presidiu a Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar) e o Consórcio Intermunicipal de Segurança Pública e Cidadania de Londrina e Região (Cismel), a ideia dos consórcios é racionalizar recursos materiais e humanos no atendimento às comunidades integrantes. “Porém, isso precisa ser feito de forma integrada, com cada município sendo ouvido e valorizado nas decisões. Não existe consórcio sem união de todos”, acrescenta o prefeito de Arapongas.

continua após publicidade

Sérgio Onofre disse que o prefeito de Mauá da Serra, Hermes Wicthoff, anunciado como novo presidente do Cisvir, é um bom nome. “Eu torço para que ele faça uma boa gestão, mas a forma como tudo vem sendo conduzido mostra que apesar de o Hermes ser um bom nome, as coisas não devem mudar no Cisvir e nós queremos outro rumo para o atendimento das necessidades médicas em Arapongas”, finaliza o prefeito.

Tags relacionadas: #ARAPONGAS #Cisvir #saída