Mais lidas
Ver todos

    Arapongas

    Depois de 31 anos esperando, 248 famílias do Palmares terão escrituras definitivas

    Foto por
    Escrito por da redação
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    Na tarde desta sexta-feira (21), o vice-prefeito e também secretário de Obras, Jair Milani, e representantes da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) estiveram reunidos com as famílias moradoras de casas do Conjunto Palmares. O objetivo foi repassar orientações sobre o Programa de Escrituração Direta da Cohapar, que tem por finalidade beneficiar os mutuários que já efetuaram a quitação dos imóveis, possuem o certificado de quitação em mãos e que pretendem dar entrada na escritura definitiva.

    Os moradores de 248 casas aguardaram por cerca de 31 anos os trâmites necessários para a regularização efetiva dos imóveis. “Essa é uma data feliz. Nessa oportunidade, anunciamos que a documentação das casas de vocês está finalmente legalizada e correta. O Conjunto Palmares foi o primeiro bairro da Zona Sul a ser construído, lá atrás, em 1989, e essas 248 famílias ainda não obtinham as documentações. Este sempre foi um grande desejo e luta da atual gestão, que felizmente está se concretizando”, afirma Jair Milani.

    Ele destaca que, por ser um anseio antigo da população, a administração vem atuando junto à Cohapar para solucionar a questão. “O prefeito Sérgio Onofre e eu buscamos o que era necessário para a concretização desse passo importante na vida de cada um desses moradores. Agora todos poderão ter as escrituras definitivas. São efetivamente os donos de suas residências. Melhor ainda que ter uma casa é tê-la em seu nome”, afirmou.

    Mutirão – Conforme explicou a chefe do escritório Regional da Cohapar, Elisângela Costa de Araújo, para a efetivação completa das escrituras específicas dos imóveis do Conjunto Palmares – Zona Sul será feito um mutirão de serviços, nos dias 02 e 03 de março, das 9h às 12h e das 13h às 16h, na Praça CEU das Artes. A equipe comercial e imobiliária da Cohapar-Apucarana fará atendimentos individualizados às famílias. O mutirão vai possibilitar a solicitação do Certificado de Quitação para aqueles que ainda não possuem. Desta forma, o próximo passo vai consistir na execução das escrituras definitivas.

    “Como nós já conseguimos o registro e averbação dos loteamentos dos referidos imóveis, já temos as matrículas das 248 unidades. Então estamos partindo do princípio de que grande parte das famílias ainda não possuem o certificado de quitação, que é o passaporte para que a pessoa possa fazer a escritura do imóvel, tanto com a Cohapar quanto nos cartórios de imóveis do município”, disse Elisângela.

    Documentação – As famílias deverão comparecer ao mutirão munidas de documentos simples, sendo eles: Contrato do imóvel, RG e CPF do casal, ou titular do imóvel, e comprovante de estado civil, ou seja, Certidão de Casamento no caso dos casais, Certidão de Óbito (para os viúvos) ou Certidão de Nascimento para os titulares solteiros.

    “É fundamental a apresentação desses documentos. Vale salientar que todos os contratos da Cohapar têm a possibilidade, se a pessoa quiser, de retirar a escritura conosco. Existe um regramento específico para cada caso, que poderá ser tratado individualmente. Nós preferimos iniciar por essas famílias do Conjunto Palmares, por ser um empreendimento que por décadas aguardava pelas matrículas efetivadas junto ao Cartório de Imóveis. Um marco importante para essas famílias. Estamos contentes de contribuir com esse fato”, acrescentou Elisângela.

    Ao final do evento, cada morador recebeu uma senha para os atendimentos que serão realizados nos dias do mutirão, bem como outras informações necessárias.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    A luta das mulheres por direitos no Brasil, com Aline Rocha e Gabriela Sacchelli

    Deixe seu comentário sobre: "Depois de 31 anos esperando, 248 famílias do Palmares terão escrituras definitivas"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.