Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Arapongas

Concessionária reforça obstáculos na rota alternativa ao pedágio em Arapongas; veja vídeo

.

Fotos: Sergio Rodrigo
Fotos: Sergio Rodrigo

Há exato um mês da última intervenção da Viapar no local utilizado como desvio do pedágio em Arapongas, a concessionária colocou novos obstáculos em um terreno público com saída para a estrada do ceboleiro, usada como rota alternativa pelos motoristas. Na última sexta-feira (22), novas valetas foram cavadas no local e obstáculos de concreto também foram instalados. A ‘novela’ da disputa entre motoristas e concessionária já dura dois anos.

Um carro com placas de Arapongas chegou a cair dentro de um desses buracos cavados pela concessionária no final do mês passado, quando tentava utilizar o caminho alternativo ao pedágio. Mesmo assim, motociclistas ainda se arriscam a passar no local, em uma estreita faixa de terra que restou, a beira de uma das valetas cavadas.

O operador de máquinas Marcos Alves Correa mora em Rolândia e trabalha em Arapongas. Ele conta que passa de uma cidade para a outra no mínimo duas vezes no dia, e não tem condições de pagar o pedágio. “Esse bloqueio ficou ruim para os trabalhadores, o pedágio pesa muito no orçamento do mês, não dá para pagar”, disse.

O pedreiro Sidnei Monteiro também mora em Rolândia e conseguiu emprego em Arapongas. Mesmo com o impedimento, ele utiliza a rota alternativa com a moto para economizar. “Passo por aqui todos os dias, mais de uma vez. Já pensou se eu tiver que pagar, no preço que está? Não dá”, afirma.

O vendedor Mário Aparecido dos Santos vai diariamente de Arapongas para Rolândia, Londrina e outras cidades da região. Ele utilizava o desvio diariamente por causa do alto custo do pedágio. “Eu não sou contra o pedágio, eu sou contra esse preço abusivo. Para quem trabalha e precisa passar todos os dias fica muito caro. Agora não sei como fazer, não dá mais pra passar”, lamentou.

A concessionária, através de sua assessoria, informou que uma placa foi instalada pela prefeitura de Arapongas, informando os motoristas sobre a interdição do trecho. A Viapar também reforça que a intervenção é uma decisão da Justiça Federal.

O desvio já foi palco de várias discussões, e foi interditado pela prefeitura após acordo firmado em 2017 com a Viapar. O acordo envolveu a adoção de descontos de até 79% na tarifa de pedágio, além de um pacote de investimentos que envolveu melhorias viárias na região da Rodoviária e instalação de iluminação pública na BR-369, no trecho entre Apucarana e Arapongas. Veja o vídeo:


Em nota, a prefeitura de Arapongas afirma que não deve interferir nas ações da concessionária, mesmo se tratando de terreno público. A nota garante ainda que cerca de 18 mil moradores do município são beneficiados com descontos no pedágio. 


“Embora o referido lote seja público, a Prefeitura não está se interpondo entre os usuários e a Viapar, mas sim cumprindo decisão judicial da 1ª. Vara Federal da Subseção Judiciária de Londrina, que proíbe qualquer possibilidade de que este trecho seja utilizado como rota de fuga do pedágio. Se o Município não cumprir esta decisão judicial, poderá eventualmente ter que arcar com os prejuízos sofridos pela concessionária. O número de moradores de Arapongas beneficiados com o desconto do pedágio, mediante prévio cadastramento na Prefeitura, subiu de 13.500 para 18 mil. Ainda neste ano, todas as placas dos veículos das pessoas beneficiadas serão colocadas no Portal da Transparência do Município. Pessoas que não se enquadraram nos critérios para o desconto podem se informar sobre os motivos da negativa através do Departamento responsável”, diz a nota.

 

 

 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Arapongas

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber