Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Arapongas

Polícia Civil identifica adolescente que teria abortado em Colégio de Arapongas 

.

A Polícia Civil de Arapongas informou que uma adolescente de 15 anos foi encaminhada para delegacia, na manhã desta quinta-feira (24), para prestar esclarecimentos. Segundo as investigações, a jovem teria jogado um feto de um menino de aproximadamente 4 meses no lixo do banheiro de um colégio. 

A polícia investiga para saber se o aborto foi provocado ou espontâneo, e também para descobrir mais detalhes, como por exemplo, se a família da garota sabia da gravidez. 

O caso foi registrado na manhã de quarta-feira (23), no Colégio Estadual Prof. Nadir Mendes Montanha, localizado no Conjunto Flamingos, em Arapongas. 

Ontem o diretor do colégio, Laudemir de Souza, disse que a suspeita seria uma aluna, mas não pode afirmar com certeza. “ Não tenho certeza se é ela porque a câmera não pega a porta do banheiro. Na imagem só dá para ver uma moça saindo com dificuldade para andar, não temos certeza da identificação”, disse.

O diretor afirma ainda que a noite de terça-feira (22) teve um movimento atípico na secretaria, tanto de alunos do período noturno, quanto de pessoas da comunidade que estavam ali para fazer matrículas e rematrículas. “O banheiro onde o feto foi encontrado é de uso dos professores e funcionários e fica ao lado da secretaria, onde tivemos uma certa aglomeração de pessoas na noite do ocorrido”, revelou Souza.

A ouvidoria do Núcleo Regional de Educação (NRE) em Apucarana, aguarda um parecer da polícia civil de Arapongas para definir os procedimentos que serão adotados. De acordo com José Carlos dos Santos, ouvidor do NRE, assim que a polícia passar mais detalhes, serão definidos os próximos passos. “Aguardamos a identificação da mulher responsável pelo feto abandonado no banheiro da escola, para definir o que será feito. Caso a responsável seja identificada como menor de idade, será encaminhada ao Conselho Tutelar, que deverá realizar o acompanhamento. Se for maior de 18 anos, o encaminhamento será feito à polícia civil. Um procedimento administrativo do NRE somente será aberto caso a responsável seja uma funcionária da escola. No momento, precisamos esperar o parecer da polícia”, afirmou o ouvidor.O feto foi levado para Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana. O caso segue sendo investigado.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Arapongas

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber