Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Arapongas

Aparecimento de escorpiões coloca população em alerta em Arapongas

.

Foto: Arquivo TN
Foto: Arquivo TN

O aparecimento de escorpiões em residências de diversos bairros em Arapongas está preocupando a população. Os registros são praticamente diários em diferentes regiões da cidade. Departamento de endemias do município garante que população não precisa se alarmar. 

Michael Rodrigues é morador do Jardim Mônaco 2 e usou recentemente as redes sociais para relatar a preocupação. De acordo com ele, em menos de um mês, já capturou 4 escorpiões em casa. “Minha preocupação é com minha família, não sabemos o que fazer em caso de picada”, revela.

Moradora do Jardim Casa Grande, a balconista Viviane Aparecida da Cruz afirma já ter perdido as contas de quantos escorpiões foram encontrados na casa dela. Ela conta que os vizinhos estão com o mesmo problema, e inclusive uma pessoa já teria sido picada. "Minha vizinha foi picada e disse que é uma dor terrível. Minha maior preocupação são minhas crianças em casa, tenho um de 3 anos e um bebê de 9 meses e os dois são alérgicos a picadas de insetos. Mesmo não sendo do tipo venenoso, fico preocupada”, diz.

Sueli Aparecida Lopes é dona de casa e também mora no Jardim Casa Grande. Ela conta que já encontrou cerca de 10 escorpiões em casa, um deles, dentro do quarto onde dorme. “A gente não sabe o que fazer, os vizinhos também reclamam do problema, tenho medo de ser picada ou de algum dos meus netos serem picados pelo escorpião”, afirma.

De acordo com o coordenador de endemias de Arapongas Valdecir Pardini, o escorpião do tipo preto não é venenoso e é bastante comum em todo o Paraná. A quantidade que tem aparecido na cidade pode ser explicada pela época de procriação. “Nesta época do ano o aparecimento deste escorpião é bastante comum nas cidades. Eles estão procriando e vem em busca de alimento. A população não precisa se alarmar, pois essa espécie de escorpião é nativa do Paraná e não é venenoso”, explica o coordenador.

Pardini conta que a maior preocupação é com o escorpião tipo amarelo, que possui veneno e pode trazer complicações para a saúde. De acordo com ele, até agora apenas 6 casos de aparição de escorpiões desse tipo foram registrados na cidade e ninguém foi picado. Ele explica também que o escorpião tem hábitos noturnos e procura insetos para se alimentar, principalmente baratas. Dessa forma, existem alguns cuidados que podem ser tomados para evitar o aparecimento nas casas. “É importante manter os quintais limpos e sem entulhos que possam abrigar o escorpião ou os insetos dos quais ele se alimenta. Não existe nenhum tipo de pesticida que afugente o escorpião, mas é possível dedetizar a residência contra baratas e outros insetos que sirvam de alimento para ele. Além disso, vedar todas as possíveis entradas, embaixo das portas, ralos, bocais de luz, enfim, fechar todas as frestas da casa por onde o escorpião possa passar”, diz.

O coordenador explica ainda que em caso de picadas, é aconselhável procurar uma unidade de saúde mais próxima, principalmente nos casos de pessoas com históricos alérgicos. Também é importante apresentar uma amostra do causador da picada, através de uma foto ou capturando em algum recipiente. “Ressaltamos que o escorpião preto não tem veneno, a picada dele é como uma picada de abelha, mas é importante procurar atendimento médico em casos de pessoas alérgicas”, finaliza.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Arapongas

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber