Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Arapongas

Obras na PR 218 confundem motoristas em Arapongas

.

Foto: Sergio Rodrigo
Foto: Sergio Rodrigo

Uma obra iniciada na semana passada pela Concessionária Viapar, em Arapongas, no acesso da PR 218 para a PR 444, próximo a Unopar, está causando confusão entre os motoristas que passam por ali. A principal queixa é a falta de sinalização e lentidão do trânsito. Concessionária garante que transtornos são necessários para conclusão de melhorias.

O atendente Jared Dantas mora no Conjunto Tropical, bairro próximo ao local das obras. Ele conta que transitar pelo local ficou perigoso. “Não tem sinalização, está muito bagunçado, principalmente quando preciso passar a noite é perigoso porque falta iluminação além das indicações de mudança de sentido. Além disso, o trânsito está muito mais lento. Para melhorar precisava sinalizar melhor a obra e colocar agentes de trânsito para ajudar os motoristas”, observou.

Gláucio Oliveira é supervisor comercial em uma empresa que fica bem em frente ao local onde a obra está sendo executada. Para ele, o objetivo das mudanças ainda é um mistério. “Ninguém sabe ao certo qual o objetivo dessa obra, nem como vai ficar. A única coisa que sabemos é que o trânsito ficou muito confuso e que falta sinalização para quem passa por aqui”, disse.

Auxiliar administrativa de uma empresa próxima ao local das obras, Alessandra Soares conta que a rotina do local mudou na última semana. “Aqui sempre foi um local de muito movimento e agora está confuso o trânsito, a gente ouve os motoristas buzinando uns para os outros aqui o dia todo. Sem contar aqueles que insistem em fazer conversões em local proibido para retornar. Nesta semana um motociclista se acidentou aqui em frente por tentar fazer a conversão errada”, afirmou.

Com as alterações feitas até agora, veículos que vem pela PR 218 e precisam pegar a PR 444 sentido à Londrina, devem seguir até a rotatória da Avenida Gaturamo, em frente à Unopar, para poder fazer o retorno. Já quem vier do centro de Arapongas com destino à Maringá pela PR 444, vai precisar realizar o retorno pelo Conjunto Tropical.

A rotatória que se tornou uso obrigatório para quem precisa retornar sentido a Londrina, fica em frente a um grande hospital regional e uma universidade, com grande movimento de veículos como ônibus e ambulâncias diariamente. Agora, também está recebendo tráfego pesado de caminhões, além dos carros que precisam fazer o retorno. O trânsito ali ficou lento e complicado, além de muitos motoristas tentarem fazer o retorno em locais proibidos, cometendo infrações de trânsito e colocando em risco a vida de quem passa pelo local.

De acordo com o secretário municipal de Segurança e Trânsito Paulo Sergio Argati, as obras têm sido acompanhadas de perto pela administração, com o intuito de causar o menor impacto possível à população. “Estivemos no local depois de recebermos algumas reclamações sobre a falta de sinalização na obra e hoje percebemos que eles já melhoraram isso, mas mesmo assim, vamos visitar o local novamente para ver se será necessário disponibilizar agentes para auxiliar o fluxo do trânsito no local. Nosso pedido é para que a população respeite a nova sinalização colocada para evitar acidentes”, disse o secretário.

Concessionária

Entramos em contato com a concessionária Viapar, responsável pela obra no local, que nos respondeu o seguinte, através de sua assessoria: “A Concessionária teve que implantar um desvio de obra no local, para poder executar obras de drenagem sob o viaduto. O local está sinalizado conforme orientações do DER/PR, e os motoristas que transitam pela região deverão redobrar os cuidados durante o período de obras. A previsão é de pelo menos seis meses de obras, que podem aumentar, dependendo das condições climáticas. Tais transtornos são inerentes a qualquer obra que obedece ao projeto executivo, principalmente de grande porte. É uma situação temporária, mas que requer muitos cuidados. É lógico que depois de pronto, a rodovia não vai ser entregue do jeito que está. Está sendo construído um grande trevo de acesso que aumentará a segurança e o conforto dos motoristas. Até lá, a concessionária pede que os motoristas tenham prudência e obedeçam a sinalização”.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Arapongas

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber