Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Arapongas

Prefeitura de Arapongas concede primeira carteirinha para portadora de fibromialgia

.

O prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre, acompanhado do secretário de Saúde, Moacir Paludetto Júnior, e do vereador Miguel Messias, realizou na última sexta-feira (06) a entrega da “Carteirinha nº 001” de identificação de pacientes portadores da fibromialgia – síndrome que causa dores por todo o corpo e por longos períodos. O novo documento foi entregue para a representante da Associação Nacional dos Fibromiálgicos e Doenças Correlacionadas (Anfibro), Leonilce Ferreira Navarro. O projeto de lei foi de autoria do vereador Miguel Messias.

Após a publicação da Lei Municipal nº 4.746/2019, Arapongas passou a fazer parte da lista dos municípios brasileiros que reconhecem a necessidade de atendimento preferencial às pessoas que possuem a fibromialgia. A nova carteirinha é expedida pela Secretaria de Saúde. Os pacientes que quiserem obter o documento devem apresentar laudo médico da doença, juntamente com uma foto 3x4, documentos pessoais e comprovantes de residência no setor da Saúde, situado no Paço Municipal (Rua das Garças, 750 – Centro).

“Temos a satisfação de fazer a entrega dessa primeira carteirinha em Arapongas para a Leonilce. Algo extremamente importante para aqueles que apresentam a doença. A partir de agora, a carteirinha trará grandes avanços que possibilitarão que o paciente com fibromialgia tenha um melhor atendimento onde quer que esteja, bem como possibilitará que a população conheça um pouco mais sobre a doença e esteja melhor preparada para enfrentar estas situações quando for necessário”, afirma Onofre.

O secretário de Saúde, Moacir Paludetto Júnior, enfatizou a importância da iniciativa. “Arapongas vem cumprindo o seu papel no reconhecimento aos portadores de fibromialgia e esta carteirinha tem como um dos principais objetivos também o reconhecimento da população sobre a necessidade de atendimento prioritário”, disse.

A paciente araponguense Leonilce agradeceu o empenho de todos os envolvidos. “Para nós do município, que sofremos com a fibromialgia, é algo muito importante e urgente. A síndrome atinge de 2 a 10% da população mundial, sendo a maioria mulheres jovens, na proporção de 7 mulheres para cada homem. Dores fortes por todo o corpo durante muito tempo ou sensibilidade nas articulações, nos músculos e nos tendões, além de  fadiga e cansaço durante o dia, sono prejudicado, problemas cognitivos e alteração da memória estão entre os sintomas. Por isso, em nome dos demais pacientes, agradeço pela atenção e apoio”, disse ela emocionada.

Leonilce acrescentou que no dia 10 de setembro vai participar de uma audiência pública sobre a fibromialgia na Câmara dos Deputados, em Brasília.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Arapongas

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber