Arapongas

Prefeitura manda fechar desvio do pedágio aberto durante o fim de semana

Da Redação ·
Bloqueio teve início na manhã desta terça-feira. (foto - reprodução/whatsapp)
Bloqueio teve início na manhã desta terça-feira. (foto - reprodução/whatsapp)

Desde o início deste ano, a Rua Rabilonga-vermelha, usada como acesso ao desvio do pedágio da BR-369, está no centro de uma disputa entre o Movimento Tarifa-Zero, Viapar e Prefeitura de Arapongas. Fechada desde o final de julho, após município e concessionária formalizem um acordo de redução tarifária, a rua foi reaberta novamente na tarde de sábado (02) por manifestantes, que criticam os termos negociados. 

continua após publicidade

A administração municipal afirmou ontem (04) que a passagem será fechada e que vai acionar o movimento judicialmente. Maquinas da prefeitura e efetivos da Guarda Municipal (GM) já estão no local na manhã desta terça-feira (05) para darem início ao bloqueio.

“Nós vamos fechar o desvio feito. Também estamos identificando os autores que abriram novamente a passagem e vamos entrar na Justiça, porque o que aconteceu aqui foi destruição do patrimônio público”, afirma o prefeito Sérgio Onofre (PSC).

continua após publicidade

Em julho, ao assinar o acordo, o município de Arapongas se comprometeu em manter a rota alternativa fechada. Ontem, a reportagem flagrou vários veículos trafegando normalmente pela passagem aberta, inclusive utilitários e caminhões. Além de retirar os obstáculos, os manifestantes derrubaram parte do muro erguido no ano passado na estrada rural com objetivo de impedir a passagem dos veículos. A rua foi aberta após uma festa realizada na rua Rabilonga Vermelha.

A disputa pelo acesso ao desvio do pedágio começou em março, após a criação do Movimento Tarifa Zero. O movimento questiona a legitimidade do acordo firmado entre Prefeitura e Viapar, concessionária que administra o trecho.O prefeito Sérgio Onofre frisa que o acordo já está beneficiando centenas de araponguenses diariamente. A concessionária concedeu nove mil passagens com descontos para moradores, que passam diariamente pelo pedágio.

O desconto é de 79% da tarifa para veículos de passeio, que cai de R$ 8,20 para R$1,73, e de 74% para veículos pesados. Atualmente, entre os araponguenses que se cadastraram para obter o benefício, 764 já obtiveram o desconto da tarifa.No caso dos motociclistas, o desconto para as emplacadas no município é de 76%. Com o desconto a tarifa passa de R$4,10 para R$1,00. Cento e trinta e três motociclistas já fizeram o cadastro e tiveram o benefício aprovado. O cadastro tanto para motos quanto para carros continua em aberto no Centro Administrativo da Prefeitura. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 11horas e das 13h às 15h.

O acordo firmado ainda com a Viapar prevê investimentos na ordem de R$ 16 milhões no Município. Entre as obras está prevista uma via de acesso alternativa para a rodoviária, iluminação de Aricanduva à entrada de Arapongas, próximo à Havan, e a construção de aproximadamente 5k de marginal da PR-444.A reportagem entrou em contato com integrantes do Movimento Tarifa Zero, mas não obteve sucesso. A Viapar também não quis comentar o caso ontem.