Mais lidas
Arapongas

Moradores transformam terrenos abandonados em horta comunitária 

.

Projeto começou a cerca de cinco meses e tem o aval da prefeitura.  Foto - Tribuna do Norte
Projeto começou a cerca de cinco meses e tem o aval da prefeitura. Foto - Tribuna do Norte

Dois terrenos abandonados que juntavam apenas mato nos conjuntos habitacionais Arapongas III e Piacenza agora abrigam couve, cebolinha, alface, entre outros alimentos. O plantio de mais de 30 espécies diferentes de legumes, verdura e frutas começou há cerca de 5 meses e vem motivando moradores da região em um projeto piloto que já vem dando resultados, até na saúde dos moradores. 

Em abril, a vendedora Fátima Aparecida de Abreu, 37 anos, assumiu o cargo de coordenadora da horta do Arapongas III, onde vive há dois anos com a família. 

Fátima conta com ajuda de mais cinco moradores e juntos plantaram alface, couve-flor, couve, fruta do conde, manga, pitanga, jabuticaba, entre outras. “A gente começou há pouco tempo e ainda não decidimos o que fazer, mas provavelmente vamos arrecadar um dinheiro mensal para a manutenção da horta. Estamos muito animados com esse projeto. Não vejo a hora de experimentar os alimentos”, comemora. 

Em cerca de mil metros quadrados, as hortas comunitárias fazem parte do projeto Moradia Urbana com Tecnologia Social, parceria entre os moradores e a Fundação Banco do Brasil, com apoio da Secretaria do Meio Ambiente de Arapongas. Os espaços foram cedidos pela prefeitura de Arapongas e os terrenos, que eram improdutivos estão cada vez mais verdes. 

De acordo com o secretário do Meio Ambiente de Arapongas, Luiz Gonzaga Pereira, os moradores passaram um período de treinamento com uma equipe especializada e estão preparados para dar continuidade ao projeto. 

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber