Arapongas

Moradores transformam terrenos abandonados em horta comunitária 

Da Redação ·
Projeto começou a cerca de cinco meses e tem o aval da prefeitura.  Foto - Tribuna do Norte
Projeto começou a cerca de cinco meses e tem o aval da prefeitura. Foto - Tribuna do Norte

Dois terrenos abandonados que juntavam apenas mato nos conjuntos habitacionais Arapongas III e Piacenza agora abrigam couve, cebolinha, alface, entre outros alimentos. O plantio de mais de 30 espécies diferentes de legumes, verdura e frutas começou há cerca de 5 meses e vem motivando moradores da região em um projeto piloto que já vem dando resultados, até na saúde dos moradores. 

continua após publicidade

Em abril, a vendedora Fátima Aparecida de Abreu, 37 anos, assumiu o cargo de coordenadora da horta do Arapongas III, onde vive há dois anos com a família. 

Fátima conta com ajuda de mais cinco moradores e juntos plantaram alface, couve-flor, couve, fruta do conde, manga, pitanga, jabuticaba, entre outras. “A gente começou há pouco tempo e ainda não decidimos o que fazer, mas provavelmente vamos arrecadar um dinheiro mensal para a manutenção da horta. Estamos muito animados com esse projeto. Não vejo a hora de experimentar os alimentos”, comemora. 

continua após publicidade

Em cerca de mil metros quadrados, as hortas comunitárias fazem parte do projeto Moradia Urbana com Tecnologia Social, parceria entre os moradores e a Fundação Banco do Brasil, com apoio da Secretaria do Meio Ambiente de Arapongas. Os espaços foram cedidos pela prefeitura de Arapongas e os terrenos, que eram improdutivos estão cada vez mais verdes. 

De acordo com o secretário do Meio Ambiente de Arapongas, Luiz Gonzaga Pereira, os moradores passaram um período de treinamento com uma equipe especializada e estão preparados para dar continuidade ao projeto.