Mais lidas

    Arapongas

    Arapongas

    ​Polícia elucida homicídio e empresário tem a prisão decretada 

    Delegado Osnildo Carneiro Lemes. Foto - Reprodução
    Foto por Reprodução
    Delegado Osnildo Carneiro Lemes. Foto - Reprodução
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 09.10.2015, 13:44:00 Editado em 27.04.2020, 19:55:57
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O delegado-chefe da 22ª Subdivisão Policial (SDP) de Arapongas, Osnildo Carneiro Lemes, concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (9) para informar que já foi identificado o suposto mandante do homicídio que vitimou o motorista Fernando Begalli dos Santos, 30 anos, funcionário da Companhia de Desenvolvimento de Arapongas (Codar).  A motivação do crime seria uma causa trabalhista movida pela vítima contra o mandante do homicídio, seu ex-empregador. O suspeito teve a prisão temporária decretada por 30 dias e, segundo a polícia, é considerado foragido.

    O CRIME - Na manhã de 28 de setembro, Begalli dirigia um caminhão da coleta seletiva de lixo e estava em uma via pública no distrito de Aricanduva quando acabou executado a tiros de pistola. "Através de imagens de várias câmeras de monitoramento da Guarda Municipal (GM) e da Viapar identificamos Carlos Henrique Artacho, conhecido ainda como "Caíque" ou "Boquinha", de 23 anos, como a pessoa que conduzia o carro (um Toyota Corola preto) que seguiu o caminhão da vítima desde o início da manhã do dia do crime e levou o pistoleiro de aluguel até o local onde o homicídio foi consumado. Depois Artacho deu fuga para o assassino e apuramos ainda que a vítima movia uma ação trabalhista contra uma empresa de Artacho na qual trabalhava antes de ser motorista da Codar", afirmou Osnildo.




    Quanto ao executor do crime, o delegado afirmou que uma testemunha do assassinato o reconheceu através das imagens de câmeras de monitoramento de um posto de combustível de Arapongas, onde o pistoleiro e Aratacho pararam com o Corola logo após o homicídio. "As investigações já estão em estágio avançado e o matador de aluguel não é de Arapongas e deveremos pedir a prisão dele ao Judiciário em breve", completou o delegado.


    Leia mais na edição de sábado (10) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Arapongas

    Deixe seu comentário sobre: "​Polícia elucida homicídio e empresário tem a prisão decretada "

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.