Arapongas

Legislativo Municipal questiona ações da Codar

Da Redação ·
Sessão da Câmara de Arapongas | Foto: Assessoria/Câmara
Sessão da Câmara de Arapongas | Foto: Assessoria/Câmara

A Câmara de Arapongas realizou na noite de terça-feira mais uma sessão ordinária. Logo no início foi feita a entrega da Comenda Tiradentes ao médico Rodrigo César Faria, em reconhecimento ao seu trabalho à frente do Samu e do Graer.Na sequência, os vereadores questionaram o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento de Arapongas (Codar), Carlos Alberto de Oliveira Júnior.

Ele foi convocado para prestar esclarecimentos sobre diversas ações executadas ou que deixaram de ser executadas pela companhia, como iluminação pública, cumprimento do estatuto social, compras efetuadas pela Codar e coleta de lixo reciclável, entre outras.

Os vereadores aprovaram em 1° discussão e votação dois projetos de leis, sendo um de iniciativa da vereadora Maria Margareth Pimpão Giocondo (PSD), que dispõe sobre a autorização de redução da jornada de trabalho dos servidores ou empregados públicos, os quais tenham sobre sua responsabilidade pessoas com deficiência congênita; e outro do vereador Aroldo Cesar Pagan (PHS), que dispõe sobre a implantação e regulamentação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), no município.

Também foram aprovados três requerimentos: dos vereadores Airton Bergamo (PV) e Lita Evangelista (PHS), que diz respeito à concessão da Comenda Tiradentes ao Bombeiro Mirim de Arapongas; outro da vereadora Angélica Ferreira (PSC), que dispõe sobre o encaminhamento de oficio ao prefeito para buscar informações sobre as academias ao ar livre do município; e o requerimento do vereador Airton Bergamo para que seja encaminhada Moção de Apoio Integral à instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito aos Fundos de Pensão no Congresso.

continua após publicidade