Arapongas

22 SDP de Arapongas quer 'devolver' municípios para Londrina

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia 22 SDP de Arapongas quer 'devolver' municípios para Londrina
22 SDP de Arapongas quer 'devolver' municípios para Londrina

O delegado-chefe da 22ª Subdivisão Policial (SDP) de Arapongas, Osnildo Carneiro Lemes, está desenvolvendo um estudo para a recomposição da área de abrangência da subdivisão. Lemes alega que a SDP, formalizada há pouco mais de um mês, ‘nasceu’ sobrecarregada com mais municípios que efetivo atual pode suportar. 

continua após publicidade

De acordo com ele, são 14 investigadores, 5 escrivães e 3 delegados designados à atender a demanda proveniente de 16 municípios congregados e sete delegacias regionais, com seus respectivos efetivos. A 10ª SDP de Londrina, a quem Arapongas era subordinada, que tem maior efetivo e melhor estrutura, passou a ser responsável por Cambé, Ibiporã e Jataizinho.  O delegado-chefe explica que o projeto inicial previa apenas a inclusão de Rolândia, Jaguapitã e Centenário do Sul. 

No entanto, após a oficialização, a 22ª SDP passou ser responsável também por Sabáudia, Guaraci, Cafeara, Lupionópolis, Florestópolis, Miraselva, Prado Ferreira, Porecatu, Bela Vista do Paraíso, Alvorada do Sul, Primeiro de Maio e Sertanópolis. Os cinco últimos municípios citados estão localizados a cerca de 30 minutos de Londrina e mais de 1h30 de Arapongas, destaca Lemes. 

continua após publicidade

“O delegado de Londrina entende a dificuldade que estamos enfrentando nesta fase de transição, por isso está dando apoio nas ocorrências em cidades próximas a 10º SDP, porque a estrutura e efetivo deles nem se compara a nossa. Nos atribuíram estes municípios, no entanto não houve contrapartida de recursos nem aumento de efetivo, por isso considero contraproducente atender os municípios mais distantes”, avalia. 

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Paraná, a divisão realizada pelo Governo do Estado foi feita para coincidir com a área de abrangência geográfica do Batalhão da Polícia Militar de Rolândia.  A assessoria confirma que os delegados-chefes de Londrina e Arapongas estão realizando um estudo em conjunto com a Polícia Militar (PM), porém o documento ainda não foi encaminhado a Divisão Policial do Interior (DPI). Sobre a destinação de verbas e aumento de efetivo, a DPI informou que não há previsão e que o processo é gradativo de acordo com a possibilidade.