Arapongas

Mulheres foram revistadas até por de baixo da roupa - afirma passageiro de ônibus assaltado na PR-444

Da Redação ·
O bando fugiu em seguida, usando um carro e uma caminhonete escura (Ambos de modelos nõa confirmados) - Foto: Xavier - Paraná Ligado
O bando fugiu em seguida, usando um carro e uma caminhonete escura (Ambos de modelos nõa confirmados) - Foto: Xavier - Paraná Ligado

Um ônibus, que vinha da cidade de São Paulo em sentido ao Paraguai, foi alvo de assalto durante a madrugada deste sábado (18) em trecho da PR-444, próximo a Arapongas. O crime teria ocorrido por volta das 4h15min, segundo informações da Polícia Militar.

continua após publicidade

Seis homens, e uma mulher, armados com revolveres e pistolas, deram voz de assalto e, obrigaram o motorista a seguir dirigindo em sentido a Jandaia do Sul. O veículo foi abandonado em uma área rural na estrada do Maracanã próximo à cidade de Marumbi. Segundo a PM de Marumbi, o bando teria obrigado que os homens ficassem sem roupas e, em seguida, trancaram-nos no bagageiro do veículo. Durante o crime, foram levados mais de R$ 200 mil reais, em dinheiro, os quais os passageiros usariam para fazer compras. O bando teria também levado a chave do ônibus que possui placas do Paraguai. De acordo com a PM, a maioria dos passageiros era paraguaia.

PERIGO CONSTANTE

O comerciante Rafael Souza relata que os riscos na estrada são constantes. “Já há quatro anos, viajo entre os dois países e enfrentei alguns assaltos nesse tempo no Paraná. Uma vez um motorista acabou morto com um tiro. Mas é meu trabalho, infelizmente, continuarei enfrentando as viagens”, comentou.Segundo ele, alguns passageiros, inclusive mulheres também foram revistadas, por baixo da roupa, para buscar pertences.

O bando fugiu em seguida, usando um carro e uma caminhonete escura (Ambos de modelos não confirmados). Equipes da Polícia Militar de Apucarana, Marumbi e de Jandaia do Sul, compareceram ao local.

continua após publicidade

Um ônibus da prefeitura de Marumbi conduziu os 63 passageiros até a Delegacia de Jandaia do Sul.

Até a manhã deste sábado (18), passageiros ainda prestavam depoimento na delegacia de Jandaia do Sul. Eles foram liberados em seguida.

Até o começo desta tarde, nenhum suspeito havia sido preso.

Veja mais fotos AQUI