Arapongas

Paixão de Cristo reúne mais de 20 mil pessoas em Arapongas

Da Redação ·
Paixão de Cristo reúne mais de 20 mil pessoas em Arapongas - Fotos:  Fernando Massa
Paixão de Cristo reúne mais de 20 mil pessoas em Arapongas - Fotos: Fernando Massa

O Grupo Teatral Mãe do Céu apresentou no último domingo (29) a encenação da Paixão de Cristo em Arapongas, no norte do estado. Mais de 20 mil pessoas estiveram no Parque das Nações para acompanhar o teatro, que acontece há 18 anos. A professora Inês Francisca conta que há 6 anos assiste ao teatro e se emociona. “Todo ano é um agir diferente de Deus. Este ano fiquei muito emocionada com a cena da samaritana, que não tinha no ano passado e também com a ressurreição”.

continua após publicidade


A professora explica também que procurou chegar bem cedo para garantir um lugar. “Eu e meu marido chegamos antes da cinco da tarde para conseguir sentar e já tinha poucos lugares. Cada ano o público aumenta mais”, diz.

O vitrinista Valdecir Ferreira, que no ano passado representou o rei Herodes, diz que ficou impressionado com o trabalho dos contrarregras e com a performance. “Este ano eu fui assistir e achei perfeito o trabalho dos contrarregras. Não dava pra vê-los em cena e quando eu olhava já estava tudo arrumado. Além disso, Jesus trocava de roupa e a gente nem via, era impressionante. E a performance estava incrível também.

continua após publicidade


A apresentação dos soldados com a cavalaria foi linda e a dança e os anjos estavam encantadores”. Além de assistir, Valdecir ajudou na acolhida ao público, distribuindo as velas usadas no final do teatro e ressalta que era nítida a expectativa do povo. “Todo mundo chegava muito empolgado, com sorriso no rosto, bem animados. O povo estava muito receptivo, principalmente o pessoal das caravanas. Dava para perceber que eles estavam ansiosos pelo que iria acontecer”, conta.


Neste ano, a Paixão de Cristo ganhou novas cenas, como a cura da mulher com fluxo de sangue e a cura do soldado do centurião. Além disso, a ressurreição surpreendeu a todos, com Cristo, representado pelo diretor do Mãe do Céu, Luiz Vechiatto, aparecendo sobre as árvores do Parque das Nações como se estivesse flutuando no ar.

Luizinho diz que a apresentação superou as expectativas de todos, inclusive dos participantes. “Este ano foi bastante diferente para todos. O grupo estava mais unido, mais orante e isto refletiu na apresentação. Todos se surpreenderam, inclusive quem ajudou durante os três meses de preparação. Agora vamos descansar e nos preparar para 2016 que a missão continua”. Aqueles que não foram assistir à Paixão de Cristo deste ano já podem se preparar para o ano que vem. Em 2016, o teatro acontecerá no dia 20 de março.