Mais lidas
Arapongas

Câmara de Arapongas entra no regime de corte de gastos

.

Apesar do recesso, o novo presidente do Legislativo, vereador Valdeir José Pereira (SDD), o Maringá, tem trabalhado no sentido de preparar a Casa para os atividades deste ano - Foto:  An Notícias
Apesar do recesso, o novo presidente do Legislativo, vereador Valdeir José Pereira (SDD), o Maringá, tem trabalhado no sentido de preparar a Casa para os atividades deste ano - Foto: An Notícias

A Câmara de Vereadores de Arapongas voltou às suas atividades internas nesta semana, depois de uma folga dos funcionários no Natal e Ano Novo.

O recesso parlamentar, no entanto, termina no dia 23 de fevereiro, quando acontece a primeira sessão ordinária de 2015.  Antes disso, ainda haverá uma sessão extraordinária no dia 30 de janeiro, às 11 horas, quando serão eleitas as novas comissões permanentes para o exercício de 2015. Apesar do recesso, o novo presidente do Legislativo, vereador Valdeir José Pereira (SDD), o Maringá, tem trabalhado no sentido de preparar a Casa para os atividades deste ano. E já avisou que o regime será de economia durante sua gestão. Maringá, que sucede na presidência a vereadora Margareth Pimpão Giocondo (PSD), diz que sua intenção é diminuir as despesas da Câmara no máximo possível.

O processo, conforme ele, está começando com a redução do número de servidores comissionados. Antes, a Câmara tinha um total de 109 funcionários, sendo 37 efetivos e 72 comissionados. Ele já fez a exoneração de 39 servidores. Conforme Maringá, dos exonerados serão recontratados apenas de 13 a 15 para trabalharem nos gabinetes dos vereadores. “Queremos reduzir para 80 o número de servidores da Câmara”, informa. Além disso, Maringá pretende adotar outras medidas internas no sentido de conter gastos. “Nossa meta é economizar em torno de R$ 65 mil a R$ 67 mil por mês, chegando a um montante de aproximadamente R$ 750 mil no final do ano”, estima.  Neste exercício de 2015, o Legislativo deverá receber do Executivo um repasse mensal médio de R$ 730 mil. O orçamento da Câmara é de R$ 9,3 milhões neste ano.

APOIO

Ao contrário dos dois primeiros anos de mandato, o prefeito padre Beffa terá agora maioria na Câmara de Vereadores, depois de eleita a nova Mesa Executiva. A mesa é composta por Maringá (SDD), presidente; Antônio Chavioli (PSC), o Toninho da Saúde, vice-presidente; Aroldo Pagan (PHS), 1º secretário; e Valdecir de Oliveira (PSDB), 2º secretário.  Maringá diz, no entanto, que esta situação não significa que a mesa da Câmara ficará submissa ao Executivo. “Vamos dar todo apoio possível à administração municipal nos seus projetos, mas também vamos cobrar sempre ações em defesa da municipalidade”, avisa.

Além desses, farão parte do grupo de apoio à administração municipal os vereadores Evangelista Pereira da Silva (PSH), o Lita, Miguel Messias Gomes (PMDB), Irondi Pugliesi (PMDB), Airton Aldemir Bérgamo (PV), e Lucas de Souza Correia (PHS). Os demais vereadores são Adauto Fornazieri (PSC), Angélica Ferreira (PSC), Jair Milani (PP), Margareth Pimpão Giocondo (PSD), Osvaldo Alves dos Santos (PROS) e Rubens Franzin Manoel (PP).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber