Arapongas

Operação apreende 120 pássaros em Arapongas

Da Redação ·
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nove pessoas foram detidas e 120 aves silvestres foram apreendidas ontem em Arapongas durante uma operação conjunta da Polícia Ambiental e Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).

continua após publicidade

Os policiais também localizaram armas e anestésicos em três pontos da cidade onde foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão.

A força-tarefa, denominada “Operação Anilha”, investigava denúncias de crimes de manutenção ilegal de aves em cativeiro e uso de anilhas falsas ou adulteradas. As anilhas são pulseiras colocadas nas patas das aves com número de identificação do Ibama autorizando sua criação em cativeiro.

continua após publicidade

De acordo com o sargento da Polícia Ambiental de Londrina, Reinaldo Vasconcelos dos Anjos, a operação seguiu denúncia de que havia falsificação e alteração de anilhas sendo feitas na cidade de Arapongas. “A informação que a gente tinha inicialmente é de que na cidade haviam pessoas que fabricavam anilhas falsas e adulteravam anilhas verdadeiras.

Após diversas denúncias e investigações, conseguimos o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão que chegaram aos responsáveis pela ilegalidade”, comenta.

Foram cumpridos mandados em uma residência no Conjunto Centauro, na rua Amandina, no Conjunto Corina Pugliese e na área Central, rua Perdizes. Neste último local, além da constatação de animais silvestres mantidos irregularmente e a fabricação de anilhas falsas, a Polícia Ambiental encontrou galos de briga e materiais - como cadernetas e anabolizantes - que supostamente eram utilizados na prática da rinha, além de duas armas de fogo.

continua após publicidade

LIBERADOS

Todos os detidos foram encaminhados à Delegacia de Arapongas, onde os flagrantes referentes aos crimes Estaduais, como falsificação de anilhas, porte de arma e maus tratos, foram finalizados. Por serem crimes afiançáveis, todos acabaram pagando fiança e foram postos em liberdade na sequência.

Além dos crimes registrados, os envolvidos responderão também pelo crime de manutenção ilegal de aves silvestres em cativeiro na Justiça Federal. As aves apreendidas foram encaminhadas para sede da Polícia Ambiental, em Londrina.

Anteontem, a “Operação Anilha” foi realizada na cidade de Cambira, onde 68 animais silvestres acabaram apreendidos pela força-tarefa.