Arapongas

Arapongas cria 40 vagas especiais de estacionamento - Veja Vídeo!

Da Redação ·

A Secretaria de Segurança e Trânsito de (Sestran) de Arapongas instalou nova sinalização viária na Avenida Arapongas. Ao todo, foram criadas 40 vagas especiais para estacionamento em um trecho de cinco quadras, entre as Ruas Drongo e Avestruz. 

continua após publicidade

De acordo com o diretor de trânsito do município, Antônio Aparecido de Oliveira, as vagas foram criadas com o intuito de melhorar o fluxo de veículos após a suspensão do estacionamento rotativo. “Há também cerca de 10 vagas comuns em cada quadra, além de vagas para motos. No local há grande fluxo de movimentação em locais como bancos e lotéricas, logo, as vagas irão auxiliar os motoristas”, ele cita.

Ao todo foram implantadas 20 vagas de parada rápida, as quais permitem permanência de até 15 minutos, sendo que o veículo precisa manter o pisca-alerta em funcionamento durante o período em que estiver na vaga. O não cumprimento da exigência é considerado infração média e pode implicar em multa no valor de R$ 86,13 e perda de 04 pontos na CNH, além de remoção do veículo.

continua após publicidade

No trecho também foram implantadas 10 vagas especiais para idosos e deficientes físicos, além de outras 10 vagas para carga e descarga de mercadorias. Quanto aos idosos e deficientes, o diretor de trânsito lembra que os usuários precisarão estar cadastrados para poder usufruir do espaço. Também foram criadas vagas para carga e descarga de mercadorias (ver infográfico).

Segundo a prefeitura, há estudos em andamento para criar novas vagas que seriam instaladas no trecho seguinte da Avenida Arapongas (entre as ruas Drongo e Lori). O estacionamento rotativo permanece suspenso desde março, quando a empresa Caiuá pediu suspensão de contrato sob a alegação de dificuldades financeiras.

Oliveira ressalta que o contrato não foi rescindido, mas o município aguarda no momento uma decisão do Tribunal de Justiça para verificar a situação. Uma ação civil pública impetrada pelo Ministério Público questiona multas aplicadas pela empresa. “O serviço se encontra suspenso e uma nova licitação apenas pode ocorrer depois que o contrato da licitação anterior for encerrado”, comenta o diretor. Não há, no momento, previsão para que isso ocorra.

Fotos: Sérgio Rodrigo