Arapongas

Arapongas pode perder Delegacia Cidadã

Da Redação ·
A Delegacia Cidadã de Arapongas havia sido prometida pela Sesp para março deste ano (Foto: Sérgio Rodrigo, da Tribuna do Norte)
fonte:
A Delegacia Cidadã de Arapongas havia sido prometida pela Sesp para março deste ano (Foto: Sérgio Rodrigo, da Tribuna do Norte)

Em 1999, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 25 de novembro como o Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher. No entanto, o principal projeto em Arapongas voltado a esta causa está parado. Mesmo a Prefeitura tendo investido na criação e estruturação de uma Delegacia Cidadã, ela ainda é apenas um projeto sendo avaliado pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) e pode nem sair do papel.

A Delegacia Cidadã de Arapongas havia sido prometida pela Sesp para março deste ano. Mas após quase oito meses, o projeto ainda está em fase de análise pela Secretaria.

O secretário de Segurança Pública de Arapongas, Antônio Glênio Machado, afirma que a Prefeitura já realizou todas as medidas que eram de sua responsabilidade. “Acabamos de instalar a fibra ótica no prédio para ligar a delegacia ao sistema informatizado do Governo do Estado. Estamos em vias de comprar o mobiliário, que é a última etapa”.

O secretário diz que inclusive recebeu a orientação da delegada da Delegacia da Mulher de Apucarana, Iane Cardoso. “Já temos toda a equipe designada, com psicólogo, assistente social, escrivã e uma guarda municipal feminina. Só estão faltando as duas investigadoras prometidas pela Sesp. Sem elas é inviável o funcionamento do projeto”, explica.

PROJETO
A reportagem entrou em contato com a Sesp para comentar o assunto. Contudo, segundo a assessoria, a questão é de alçada da Polícia Civil do Paraná. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, as duas investigadoras ainda não foram designadas por meio de portaria para o município de Arapongas porque a Sesp analisa o projeto.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil ainda ressaltou que o projeto deve ser aprovado, mas reconheceu que existe a possibilidade de não ser. Ainda segundo a assessoria, não há prazo para a aprovação ou reprovação do projeto, tampouco para o envio para Arapongas das investigadoras.

Anunciada inicialmente como Delegacia da Mulher, especializada em combater casos de violência contra o público feminino, o serviço mudou de conceito e também deverá atender ocorrências contra o público infantil e idoso. O prédio disponibilizado pela prefeitura no início do segundo semestre fica na Rua das Pombas, 1176.

O projeto da delegacia de Arapongas é de autoria da Secretaria de Segurança do município, que visa melhorar o atendimento prestado pela Polícia Civil no município. 

continua após publicidade