Arapongas

Prefeitura de Arapongas recebe diretoria de banco cooperativo

Da Redação ·
Prefeitura de Arapongas recebe diretoria de banco cooperativo
fonte:
Prefeitura de Arapongas recebe diretoria de banco cooperativo

A Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, por seu secretário e pela gerente de Turismo Cláudia B. Guimarães Inoue, recebeu a visita,nesta semana, de Luis Fernando Mendes, coordenador de Operação de Câmbio do Banco Cooperativo Sicredi S.A., da cidade de Porto Alegre.

Ele estava acompanhado de Patrícia G.P. Bertolasce, gerente de Unidade de Atendimento da agência do Sicredi de Arapongas, Gustavo Guizelini, Assessor de Crédito da mencionada instituição financeira e de Cristiano Martinelli, gerente da Unidade de Atendimento, da agência situada na Avenida Arapongas.

A visita teve a finalidade de iniciar conversações que viabilizem ações e cursos que orientem empresários a operar contratualmente na área cambial.

Esse contato é resultado do interesse da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo em estimular a cultura empresarial voltada para a exportação, e, em seguida, desenvolver ações empresariais no sentido de exportar parte dos seus produtos.
Na ocasião, o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Irineu Berestinas, ponderou sobre a necessidade de aprofundarmos essas questões cambiais, de modo a incluir nessa agenda, a presença de técnicos que possam promover cursos sobre mercado a termo, mercado de futuros e mercado de opções, pois, segundo o secretário, à medida que os nossos gerentes e administradores se envolvam com o setor exportador, é absolutamente necessário ter domínio do funcionamento desses mercados, em vista de oferecem hedge, seguro. 

Segundo o secretário esse sistema traz uma grande vantagem aos exportadores, pois, no momento em que o câmbio esteja depreciado num patamar que lhes interesse, sobressai a oportunidade de fazer uma trava cambial, mantendo esse preço no ato de recebimento do valor exportado. Ainda, segundo o secretário, esses são mecanismos que não podem ser desprezados por quem trabalha no setor exportador. ”Tudo é uma questão de cultura, de aprendizado e de manejo”, conclui Irineu Berestinas.

continua após publicidade