Arapongas

Parque só recebe visitantes uma vez por ano em Arapongas

Da Redação ·
 Moradores reclamam que o espaço foi mal aproveitado.
fonte: Sergio Rodrigo
Moradores reclamam que o espaço foi mal aproveitado.

Durante a celebração da “Paixão de Cristo”, o Parque das Nações, de Arapongas, fica lotado de pessoas. Entretanto, nos outros dias do ano, o espaço disponibilizado no Conjunto Centauro, quase cai no esquecimento. A falta de atrativos e de manutenção tem chamado a atenção da população, que não considera o espaço uma opção de lazer. Moradores das redondezas acreditam que a área foi esquecida pelas autoridades, e só recebe melhorias em períodos próximos à realização do evento religioso.

“Quando está perto da Paixão de Cristo, a prefeitura coloca luminárias e conserta os alambrados. Porém depois, tudo volta a ser destruído por desocupados que não saem de lá. O local é um verdadeiro condomínio de viciados. É um dinheiro público perdido”, opina a dona de casa Maria Claudia Pinto, moradora do Conjunto Centauro.

Já a auxiliar de odontologia, Noemi da Silva, que mora nas proximidades do parque, acredita que novas ideias podem atrair frequentadores para o local. “Seria legal instalar um parquinho para crianças e fazer uma capela de oração. Mas não adianta só melhorar. Tem que contratar alguém para cuidar e preservar o parque”, observa.

A reportagem da Tribuna, esteve ontem no parque e encontrou alambrados danificados, falta de lâmpadas para iluminação, ausência de portões e diversos pontos de fiação danificados. “Os marginais levam tudo. Até o amadeiramento que protegia o parque foi furtado”, diz a dona de casa Cleusa Maria que mora nas proximidades do parque.

continua após publicidade

RECUPERAÇÃO - Segundo a secretária municipal de Cultura Édina Kümmel, todos o parques de Arapongas estão passando por análise e revitalização. “O Parque das Aves já começou a ser reformado. São etapas a serem cumpridas. O Parque das Nações será em outro momento”, informa.

Edina destaca que o espaço foi construído para a realização de eventos e que atividades recreativas já estão sendo desenvolvidas para movimentar o local. “Outros eventos, como o Rock na Arena, que acontece no próximo dia 29 deste mês, estão marcados para acontecer ali”, salienta.

“Realmente é um espaço ocioso. A prefeitura está desenvolvendo um projeto para reaproveitar o parque. As melhorias serão executadas dentro das possibilidades orçamentárias”, afirma Pedro Nazário, da secretaria de obras.