Mais lidas

    Apucarana

    Apucarana

    Violência contra idosos dispara na pandemia, diz MP

    Violência contra idosos dispara na pandemia, diz MP
    Foto por TN Online
    Escrito por Cezar Neves
    Publicado em 20.02.2021, 16:29:00 Editado em 20.02.2021, 16:29:38
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Os órgãos que atuam no combate à violência contra a pessoa idosa em Apucarana registraram sensível aumento na quantidade de denúncias e casos nos últimos meses. A pandemia de coronavírus e a intensificação dos trabalhos de divulgação dos direitos dos idosos foram fatores que colaboraram para a procura por ajuda. Segundo o Ministério Público, em Apucarana houve aumento de 80% nas denúncias em relação a 2019. Da mesma forma, pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Apucarana, a constatação é de crescimento no número de atendimentos.

    No Ministério Público (MP) de Apucarana nunca houve tanto trabalho para atender maus tratos a pessoa idosa, como tem sido desde março do ano passado, ressalta o promotor da Promotoria de Justiça e Proteção ao Idoso, Sérgio Migliari Salomão. “Com a pandemia, as pessoas ficam mais em casa e a violência, tanto física como psicológica, contra a pessoa idosa tem aumentado. Mas a promotoria tem acompanhado e procurado dar solução a esses casos”, comenta.

    De acordo com o MP, o órgão tem recebido mais denúncias de abandono, do que violência física. “Há muito idoso abandonado pela família e alguns nós conseguimos inserir em casas de repouso, inclusive fora da cidade por falta de vagas em Apucarana”, explica a assessora do MP, Cláudia dos Santos Balan.

    Segundo ela, na promotoria a média de denúncias desde a pandemia tem sido de oito casos por mês. Na maioria das vezes, os relatos são de pessoas abandonadas pela própria família, ou filhos e netos desempregados que abusam dos avós para manter algum vício. “Em torno de 50 casos foram reclamações de pessoas idosas abandonadas sozinhas em casa pelos filhos, sendo sete deles encaminhados à assistência”.

    Cláudia cita o apoio essencial da Ação Social onde foi preciso intervir no recebimento da aposentadoria que eram sequestradas por familiares. Alguns idosos tiveram até a alimentação levada. “Eu nunca trabalhei tanto como esse ano na área do idoso”, diz.  

    AÇÃO SOCIAL

    A secretária Municipal da Assistência Social, Ana Paula Nazarko destaca que os casos não aumentaram só por conta da pandemia, mas também pela sistematização dos procedimentos. Em 2020, foram atendidas 164 pessoas idosas com algum tipo de necessidade pela Ação Social Municipal.

    Ana comenta que há muitos casos não encerrados porque a assistência, seja de caráter alimentar ou acompanhamento social,  é mantida. Por isso, a evolução do atendimento não corresponde aos números, mas sim aos acompanhamentos feitos às vítimas.

    Jornal Tribuna do Norte

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Apucarana

    Deixe seu comentário sobre: "Violência contra idosos dispara na pandemia, diz MP"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.