Apucarana

Vereadores pedem mais rotatórias e mão dupla no trânsito

As discussões giraram basicamente em torno da necessidade de mudanças em pontos estratégicos no trânsito de Apucarana

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Vereadores pedem mais rotatórias e mão dupla no trânsito
fonte: ASSESSORIA

A Câmara Municipal de Apucarana realizou na tarde desta segunda-feira (23), sob a presidência do vereador Franciley Preto Godói Poim (PSD), mais uma sessão ordinária, com onze matérias na pauta de votação. As discussões giraram basicamente em torno da necessidade de mudanças em pontos estratégicos no trânsito da cidade, com três requerimentos aprovados pedindo mais rotatórias, mão dupla, além de modificações numa travessia elevada. 

continua após publicidade

O vereador Luciano Facchiano (PSB) pede à Prefeitura, por intermédio do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), a possibilidade de serem construídas duas rotatórias na mesma Rua Nova Ucrânia, no Bairro da Igrejinha. Uma no cruzamento com a Rua Sadamoko Kurahashi e outra no cruzamento com a Rua Colonial, nas imediações do Cemitério Cristo Rei. Ele explica que o tráfego de veículos naquele trecho é bastante intenso, porém muito confuso para quem pretende sair de uma rua transversal para cruzar ou entrar na Nova Ucrânia.

O vereador Luciano Molina (PL) teve aprovado requerimento solicitando a possibilidade de construção de uma rotatória no entroncamento da Avenida Santos Dumont com as ruas Ponta Grossa, José Maria Pinto e Wilson Franco Lucena, nas proximidades da TV Tibagi, no Jardim Shangri-Lá. Molina justifica que o tráfego de veículos naquela área é complicado em função dos vários cruzamentos ali existentes. 

continua após publicidade

Enquanto fazia justificativa do projeto, Molina recebeu a informação em plenário, dada inclusive pelo vereador de oposição, Lucas Leugi (PP), de que a Prefeitura acabava de anunciar um projeto para fazer alterações viárias naquele trecho da Avenida Santos Dumont, que dá acesso ao Colégio Agrícola Manoel Ribas, Núcleo Castelo Branco e outros bairros. Ele comemorou o fato de seu pedido estar sendo providenciado tão rápido. “Ali naquele trecho da Avenida Santos Dumont, perto da Tibagi, há um encontro de ruas que deixa o trânsito muito confuso e perigoso”, disse Molina, antecipando agradecimentos à administração municipal pelo atendimento à sua reivindicação.

O vereador Marcos da Vila Reis (PSD) apresentou em regime de urgência e teve aprovado requerimento para implantação de mão dupla na Avenida Irati, no trecho que passa em frente da Associação Ferra Mula. Segundo ele, uma mão dupla naquele trecho facilitaria o fluxo de veículos para quem vem da parte de baixo da cidasde em direção ao centro da cidade ou até mesmo para acessar a Ferra Mula.

O mesmo vereador pediu, verbalmente, modificações na travessia elevada construída recentemente na Avenida Minas Gerais, em frente ao supermercado Econômico. Segundo ele, a travessia está fora dos padrões técnicos, obrigando motoristas a parar o veículo para poder subir e passar a lombada, que está muito alta.

continua após publicidade

Projeto reconhece trabalho do grupo Mães Intercessoras

Ainda ontem, a Câmara de Apucarana aprovou outros projetos e requerimentos. Em segundo turno, foi aprovado projeto que trata da Lei de Diretrizes Orçamentárias do Município para 2023.

Em segundo turno, foram aprovados dois projetos do vereador Marcos da Vila Reis (PSDD), um que concede o Diploma de Mérito em Tarefas Comunitárias ao grupo Mães Intercessoras da Diocese de Apucarana, e outro que obriga a realização de curso de primeiros socorros nas escolas e creches municipais.

continua após publicidade

Um substitutivo a projeto de lei, de autoria da Comissão de Justiça, Legislação e Redação, cria o programa “Órfãos do Feminicídio”. Um projeto de decreto legislativo da mesma comissão, referenda convênio entre a Autarquia Municipal de Saúde e a instituição Pezinis Formação Educacional. Um projeto de lei do vereador Lucas Leugi, que trata da obrigatoriedade de curso de formação em educação física para docência de disciplina, foi retirado de pauta por pedido de vistas do vereador Antônio Garcia (União Brasil). 

Também foram aprovados um requerimento do vereador Moisés Tavares (Cidadania), para revitalização da pista de skate do Lagoão, e outro com pedido de informações à Prefeitura e à FAUEL sobre apuração de irregularidades no concurso público da Guarda Municipal.

Por, Edison Costa

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News