Apucarana

Vereador denuncia sexo no Lagoão; Saúde rebate acusação

A denúncia foi feita durante a sessão da Câmara. Saúde afirma que não há provas.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Vereador denuncia sexo no Lagoão; Saúde rebate acusação
Vereador denuncia sexo no Lagoão; Saúde rebate acusação

Durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores desta segunda-feira (21), em Apucarana, o vereador Lucas Leugi (PP) denunciou a prática de sexo nas dependências do Complexo Esportivo Lagoão, durante a campanha de imunização. O ato, segundo ele, teria ocorrido no dia 9 de junho entre dois servidores da Autarquia Municipal de Saúde em horário de expediente.

continua após publicidade

Procurado pela reportagem do TNOnline, o vice-presidente da Autarquia Municipal de Saúde (AMS) Emídio Bachiega nega as acusações.

Leugi afirma que uma zeladora presenciou a cena quando foi limpar um dos banheiros. O vereador diz ter provas do ocorrido e pediu ao superintendente da Autarquia de Saúde, Marcelo Viana, a abertura de uma investigação administrativa interna, porém até agora não houve nenhuma manifestação por parte dele.

continua após publicidade

De acordo com a AMS, não existem provas do ocorrido. "Houve realmente uma história que se espalhou entre os servidores de que uma zeladora teria visto duas pessoas saindo juntas do um dos banheiros do Lagoão, minutos antes do expediente de vacinação pela manhã. Eu pessoalmente conversei com as zeladoras do ginásio e nenhuma delas afirmou ter visto coisa alguma. Não tem como abrir um processo administrativo sem provas", afirmou o vice-presidente da AMS Emídio Bachiega.

"Caso realmente exista alguma prova do ocorrido, se ela for apresentada para a AMS, sem dúvidas um processo administrativo será aberto para apurar a situação, porém, até o momento, nenhuma prova foi apresentada", finalizou Bachiega.