MAIS LIDAS
VER TODOS

Tradição polêmica

Venda de fogos de artifício cresce 30% em Apucarana apesar de críticas

Tradição segue em alta mesmo com protestos de tutores de animais; veja como proteger os pets no Réveillon

Da Redação

·
Tradicionais, fogos de artifício geram polêmica
Icone Camera Foto por Pixabay/Imagem Ilustrativa
Tradicionais, fogos de artifício geram polêmica
Escrito por Da Redação
Publicado em 31.12.2023, 09:32:08 Editado em 31.12.2023, 09:46:58
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

A virada de ano deve ser iluminada em Apucarana e região. Polêmicos para alguns, principalmente para os donos de pets, os fogos de artifício, no entanto, são tradição para muitas pessoas na hora do Réveillon. Os empresários do ramo dizem que o aumento nas vendas deve fechar em 30% nesse ano em relação a 2022.

continua após publicidade

-LEIA MAIS: Médicos alertam sobre riscos do manuseio de fogos de artifício

Em Apucarana, um projeto de lei chegou a ser apresentado na Câmara de Vereadores em 2018 para disciplinar a venda de fogos de artifício com barulho, mas acabou retirado de pauta.

continua após publicidade

Edgar Zanutto Gomes, proprietário de uma loja de fogos de artifício em Apucarana, afirma que a procura foi grande nas últimas semanas. Além da população em geral, muitas prefeituras também adquiriram os produtos de pirotecnia. “Muitas prefeituras voltaram a realizar as festas de virada de ano e estão procurando pelos fogos de artifício para as suas comemorações populares”, explica, assinalando que vendeu para pelo menos 20 municípios em 2023.

Na loja, alguns clientes chegam a gastar R$ 2 mil em fogos de artifício nesta época para a festa familiar. Em relação ao barulho, o empresário assinala que fogos 100% silenciosos não existem. “Existem fogos com baixo ruído, isso sim, que são mais caros, mas sem barulho não existe”, afirma Edgar.

Segundo ele, os fogos mais vendidos são os coloridos, que acabam chamando mais atenção na hora da virada do ano. Entre as novidades há as candelas, apelidadas de “varinhas do Harry Potter”, com capacidade para 30 tiros.

continua após publicidade

O caminhoneiro Leandro Rodrigues, 37, comprou fogos de artifício pela primeira vez neste ano. Ele optou por rojões coloridos para a festa da família em Apucarana. “Decidi comprar para alegrar a molecada”, diz o caminhoneiro.

 Movimento foi grande em lojas especializadas de Apucarana
Icone Camera Foto por TNOnline
Movimento foi grande em lojas especializadas de Apucarana

SEGURANÇA

continua após publicidade

Algumas dicas de segurança são importantes para evitar acidentes com os fogos de artifício na hora do Réveillon. A Defesa Civil do Paraná orienta a não guardar fogos em casa; seguir sempre as orientações e normas de segurança indicadas no rótulo do produto; não manipular fogos sob efeito de álcool, drogas ou medicamentos; evitar o acesso de crianças aos fogos; se um fogo de artifício falhar, não se deve tentar reacendê-lo; não se deve soltar fogos em locais fechados, ou próximo de árvores, fiações elétricas, pessoas, carros ou produtos inflamáveis e ainda usar extensores ou bases fixas, evitando soltar os fogos diretamente das mãos.

COMO PROTEGER CÃES

continua após publicidade

Toda virada de ano a história se repete: donos de cães e gatos divulgam, em cartazes nas ruas ou postagens nas redes sociais, a fuga de seus bichinhos de estimação, que sumiram assustados durante a queima de fogos no réveillon. O problema é tão grave que motivou a proibição de fogos de artifício com som alto em várias cidades brasileiras.

Os cães têm a capacidade auditiva maior que a dos humanos e, para eles, barulhos acima de 60 decibéis, que equivale a uma conversa em tom alto, podem causar estresse físico e psicológico, segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). O ouvido canino é capaz de perceber uma frequência maior de sons, se comparado a humanos, e podem detectar sons quatro vezes mais distantes. Por esse motivo, a queima de fogos com barulho, em comemorações como o réveillon, torna-se um momento de desespero para os animais, silvestres e domésticos.

Por isso, é importante que as pessoas tomem algumas providências para atenuar o impacto do barulho excessivo nos seus bichinhos de estimação.

continua após publicidade

Primeiro, é importante manter o animal identificado, com plaquinha na coleira contendo número de telefone e e-mail. Em caso de fuga do bichinho, a chance de recuperá-lo é maior.

Outra dica está na preparação de um ambiente acolhedor para o animal. Prepare o ambiente e acostume seu animal a um espaço fechado, que abafe o som dos fogos. Pode ser um quarto, a lavanderia ou a garagem. Não deixe seu pet em sacadas, perto de piscinas ou em correntes.

Esse espaço deve conter “tocas”, como espaços debaixo da cama ou caixas de transporte. Essas tocas devem ter objetos com o cheiro do dono, principalmente se os donos forem passar a virada do ano longe de seus animais. Os gatos, por sua vez, gostam de se esconder em lugares altos, como no alto de armários ou prateleiras.

Outra dica do CFMV é não deixar comida à vontade para seu animalzinho. Se você alimenta seu cão duas vezes por dia, o alimente pela manhã normalmente e prepare brinquedos recheáveis com as comidas preferidas dele para fornecer próximo da hora de maior intensidade dos fogos. Ossos naturais bem grandes, para evitar engasgamentos, podem ser opções. O objetivo é ele estar motivado a se entreter com os brinquedos e ficar menos preocupado com o barulho.

Caso seu animalzinho fique muito estressado, desesperado e tenha convulsões ou tente fugir por portas e janelas, uma alternativa é usar medicamentos calmantes. Converse com um veterinário a respeito. O importante é chegar em 2024 com seus bichinhos de estimação seguros e acolhidos.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Apucarana

    Deixe seu comentário sobre: "Venda de fogos de artifício cresce 30% em Apucarana apesar de críticas"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!