Apucarana

Terceirizada realiza limpeza de lotes baldios em Apucarana

Mais de 200 lotes urbanos não edificados em situação de abandono foram limpos no mês de janeiro

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Terceirizada realiza limpeza de lotes baldios em Apucarana

Mais de 200 lotes urbanos não edificados em situação de abandono foram limpos no mês de janeiro por uma empresa contratada pela Prefeitura de Apucarana. Os trabalhos iniciaram tão logo finalizou o prazo legal concedido pela administração municipal – através do decreto municipal – para que aos proprietários providenciassem a limpeza por conta própria.

continua após publicidade

Dentre os bairros já abrangidos pelo serviço estão os jardins Santiago, Milani, Itália e Vicente de Castro. “Ainda nesta semana a fiscalização irá ocorrer na região Oeste, iniciando pelos jardins Interlagos e Veneza. Todos os lotes em desconformidade com o que estabelece a lei serão alvo de limpeza”, comunica Mauro Toshio Kitano, superintendente da Secretaria de Serviços Públicos.

Os custos do serviço realizado pela terceirizada, de acordo com a regulamentação legal, serão cobrados do proprietário do terreno. “Os serviços de roçagem e limpeza estão regulamentados pelo decreto em R$1,47 o metro quadrado e a retirada de entulhos em R$199,88 por viagem de caminhão. Em caso da necessidade do uso de pá-carregadeira, o valor estipulado é de R$219,68 por hora trabalhada. Já os serviços de desbaste de toco, R$157,80 a hora trabalhada”, informa Toshio.

continua após publicidade

O cronograma de trabalho prevê verificação de todas as regiões. “É um trabalho continuo, que é mais intenso neste período onde o clima favorece o crescimento mais rápido do mato, mas que é realizado ao longo de todos os meses”, assinala o superintendente municipal.

O prefeito Júnior da Femac assinala que além dos transtornos causados à vizinhança, devido ao mato e ao acumulo de lixo, terrenos baldios são ambientes propícios à proliferação de insetos nocivos à saúde, como o mosquito transmissor da dengue. “Temos grande preocupação com o aedes aegypti, que se utiliza dessas áreas como foco de reprodução. Nossos agentes da saúde fazem um grande trabalho preventivo e de orientação, mas é fundamental que todo proprietário tenha a consciência e a iniciativa de cuidar adequadamente do seu terreno”, pede o prefeito.

Em Apucarana, denúncias de descasos por parte de proprietários devem ser feitas na Secretaria Municipal de Serviços Públicos pelo telefone 3426-0870 ou pela Central da Cidadania/Ouvidoria, que é um portal eletrônico de relacionamento entre a prefeitura e o cidadão alojado no site www.apucarana.pr.gov.br.

Tags relacionadas: #Apucarana #junior da femac