Tentativas de entrega de drogas no minipresídio crescem na pandemia - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Apucarana

Tentativas de entrega de drogas no minipresídio crescem na pandemia

Foto por Divulgação
Escrito por Silvia Vilarinho
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

De janeiro até o começo de setembro deste ano, nove adultos e 10 adolescentes foram flagrados tentando arremessar drogas, celulares e outros objetos no minipresídio de Apucarana. Com os casos acontecendo com mais frequência - foram 21 tentativas de entrega ou invasões -, a segurança foi reforçada durante a noite.

Segundo um balanço repassado pelo delegado chefe da 17ª Subdivisão Policial de Apucarana, Marcus Felipe da Rocha Rodrigues, foram apreendidos 13 quilos e 287 gramas de maconha, 92 gramas de cocaína, 187 celulares e diversas serras, utilizadas em tentativas de fuga.

Conforme o delegado, as tentativas de arremessar drogas na cadeia aumentaram após a pandemia, com a suspensão das visitas. Foram registrados um flagrante em abril, cinco em maio e quatro em junho. Em julho, agosto e setembro foram duas tentativas a cada mês. No total já são 21 tentativas de entregar ilícitos na unidade prisional.

“O que chamou bastante atenção da Polícia Civil é que essa tentativa de entrega de drogas e celulares envolve pular o muro de Detran, da Delegacia e até as laterais da cadeia. No geral, 85% dessas ações aconteceu após a pandemia, com a suspensão das visitas. Acreditamos que em razão da impossibilidade de tentar repassar esses ilícitos nas visitas, estão tentando repassar drogas e outros objetos de outra forma”, explica o delegado.

Com tantas tentativas, a segurança do minipresídio e da delegacia foi reforçada. O delegado destaca a ação dos agentes de cadeia. “Melhoramos o sistema de monitoramento e durante à noite, os agentes estão colocando placas de metal nas laterais dos muros. Os agentes estão realizando mais rondas noturnas. A Polícia Militar (PM) também atua com mais rondas e sempre recebendo denúncias”, detalha.

Os adolescentes que foram apreendidos informaram que receberam valores para arremessar as drogas e celulares. “Os adolescentes são as verdadeiras mulas. Eles informaram que iriam receber uma certa quantia para entregar as drogas e objetos aos detentos, mas eles não falam quem pagou ou quem pediu. Todos que foram apreendidos e presos são autuados em flagrante por tráfico e associação ao tráfico de drogas”, finaliza.

Deixe seu comentário sobre: "Tentativas de entrega de drogas no minipresídio crescem na pandemia"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.