Apucarana

Sindspa denuncia atuação ilegal de novo sindicato

Nova entidade estaria tentando sindicalizar servidores públicos municipais de Apucarana

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Sindspa denuncia atuação ilegal de novo sindicato
Sindspa denuncia atuação ilegal de novo sindicato

A diretoria executiva do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Apucarana e Região (Sindspa) comunicou nesta terça-feira (30), em reunião com o prefeito Junior da Femac, uma situação irregular constatada junto a servidores da Prefeitura de Apucarana. A agenda foi solicitada justamente para oficiar à gestão municipal sobre a criação do Sindicato dos Servidores do Magistério Público do Ensino Fundamental e Educação Infantil do Município de Apucarana (Simmap).

continua após publicidade

A presidente do Sindspa, Tarcília de Brito, acompanhada de diretores e dos advogados Fabiana Gonçalves e Sérgio Luiz Barroso, argumentou que não há legitimidade para o Simmap atuar nesta extensão de base territorial. “O Sindspa é o único sindicato formalmente autorizado pelo Ministério do Trabalho para assistir aos servidores públicos municipais de Apucarana”, ratificou a sindicalista.

Conforme pondera a assessoria jurídica do Sindspa, “diante da criação fictícia de outro sindicato orientamos os servidores a não se filiarem, uma vez que se trata de fraude, em razão de não possuir legitimidade”. Os dirigentes do Sindspa informaram ainda que as medidas judiciais já estão sendo tomadas para impedir tal ilegalidade.

continua após publicidade

De sua parte o prefeito Junior da Femac anunciou que o Procurador Geral, Ezílio Manchini, já está ciente do caso. Segundo ele, oficialmente o sindicato que representa os servidores públicos municipais e que é reconhecido pela municipalidade é o Sindspa.