Apucarana

Setor de serviços responde por 81% das vagas de emprego da região

Em Apucarana o volume de vagas criadas neste ano no ramo de serviços corresponde 55,7%; ASSISTA

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O setor de serviços é o ramo de atividade que mais abriu as portas do mercado de trabalho na região. Conforme o último relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), dos 872 postos de trabalho criados no primeiro quadrimestre deste ano - em 26 municípios do Vale do Ivaí mais Arapongas - 713 são do setor de serviços, o que representa 81,7%.

continua após publicidade

Entre os segmentos que compõem o setor de serviços, os que mais abriram novas vagas no período foram os de atividades relacionadas às áreas de administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, com 342 postos. Na sequência estão transporte armazenagem e correio (121), informação, comunicação e atividades financeiras imobiliárias, profissionais e administrativas (112) e outros serviços como cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza (102). 

O economista Rogério Ribeiro, professor da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana, observa que o crescimento do setor ocorreu sobretudo durante a pandemia da Covid-19 e está se mantendo. De acordo com Ribeiro, a maior contribuição para esse ótimo desempenho foi o crescimento do volume de serviços prestados às famílias, que teve alta 37% no acumulado do ano de 2022.

continua após publicidade

O economista aponta ainda que, com a retomada da economia, muitos segmentos do setor de serviços, que sofreram com o distanciamento social e as demais restrições, estão retornando com força e vigor. É o caso da alimentação fora do domicílio, turismo e hospitalidade.

“A questão do empreendedorismo ajudou muito as pessoas que perderam seus empregos ou que tiveram redução de renda por conta da pandemia. Por isto acabaram empreendendo para complementar a renda ou mesmo como forma de renda principal”, comenta.

APUCARANA

continua após publicidade

Em Apucarana o volume de vagas criadas neste ano no ramo de serviços corresponde 55,7% (238) do total de 427 postos de trabalho gerados no primeiro quadrimestre. E o setor alimentício está entre as atividades que criaram oportunidades. O restaurante onde trabalha o gerente Adilson Abílio, foi inaugurado em abril deste ano e emprega aproximadamente 15 profissionais de forma direta e indireta.

“Sempre fui do ramo das vendas e já tive algumas experiências no ramo da diversão. Então fui convidado a participar desse projeto e estou bastante satisfeito”, conta.

Mercado da beleza volta a recrutar profissionais 

continua após publicidade

Impulsionado pela volta dos eventos, o setor de beleza está retomando contratações. No salão da empresária Nárima Oliveira, em Apucarana, ela contratou 8 profissionais para complementar a equipe entre eles esteticista, cabeleireiros, manicures, extensionista de cílios, design de sobrancelhas e depilação. 

Nárima conta que sempre foi atraída pela área da beleza, principalmente por se considerar uma pessoa bastante vaidosa. Mas antes de ter sua própria empresa, ela já trabalhou como garçonete e auxiliar de produção em empresa de bonés. Mas foi no ramo da beleza que ela encontrou o que realmente gosta de fazer. 

continua após publicidade

“Em 2019 fiz cursos na área da beleza e já entrei na faculdade de biomedicina, na qual me formo este ano de 2022. Quero ampliar meu salão e agregar ao meu trabalho a área da harmonização facial”, ressalta a empresária. 

E segundo a empresária, o setor da beleza é uma área que sempre está expandindo, pois concentra diversos tratamentos, procedimentos e tendências. “Por mais que as pessoas estejam economizando ou em crise, ninguém abre mão de cuidar de si mesmo”, assinala. ASSISTA:     null - Vídeo por: Reprodução   





GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News