Residentes da Saúde protestam contra atraso salarial, em Apucarana - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

MANIFESTAÇÃO

Residentes da Saúde protestam contra atraso salarial, em Apucarana

Foto por
Escrito por Cindy Santos
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Vinte e quatro residentes da Saúde protestaram nesta segunda-feira (11), no centro de Apucarana, contra o Ministério da Saúde pela falta de pagamento salarial. Os profissionais, que trabalham na linha de frente para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, estão há mais de 60 dias sem receber e por isso estão em greve desde o dia 6 de maio.  A situação ocorre em todo o País, com mais de 4 mil residentes com salários atrasados.

Por conta da pandemia, os residentes dividiram-se em grupos pequenos e fizeram uma escala para não gerar aglomeração durante a manifestação que ocorreu durante a manhã e à tarde. Eles usaram cartazes para informar a população sobre o atraso salarial e também criaram uma página no Facebook com uma nota de esclarecimento.

“Quero deixar claro que a manifestação não é contra a prefeitura. Quem paga nosso salário é o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde. Estamos divididos em enfermeiros, fisioterapeuta, psicólogo, assistente social, são profissionais que atuam na cidade inteira e com a pandemia estamos na linha de frente auxiliando o acolhimento da população nas Unidades Básicas de Saúde. É difícil se manter na cidade sem salário. Ainda mais quem é de longe como colegas do Mato Grosso, Curitiba, Londrina e Maringá”, comenta o residente na área de nutrição, Matheus de Morais Cordeiro.

Quero deixar claro que a manifestação não é contra a prefeitura. Quem paga nosso salário é o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde.

- residente na área de nutrição, Matheus de Morais Cordeiro.,

Cordeiro disse que o Ministério da Saúde emitiu um e-mail para alguns profissionais nesta segunda, após a paralisação nacional. Segundo ele, o ministério alega que houve uma perda de dados e está solicitando uma nova confirmação dos residentes.

“A nível nacional tentamos todas as forma de contato pra receber a bolsa nas últimas semanas e a paralisação foi nosso último recurso para receber o que é o nosso direito”, afirma.

De acordo com ele, na última live feita pelo Ministério da Saúde, foi informado que o pagamento será regularizado até sexta-feira (15) de maio. 

Deixe seu comentário sobre: "Residentes da Saúde protestam contra atraso salarial, em Apucarana"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.