Apucarana

Rede municipal de Apucarana tem volta às aulas tranquila

Segundo a secretária de educação Marli Fernandes, 30% dos 2.605 alunos que eram esperados compareceu hoje a uma das trinta e cinco escolas da rede.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Rede municipal de Apucarana tem volta às aulas tranquila
fonte: Divulgação
Rede municipal de Apucarana tem volta às aulas tranquila

Nesta quarta-feira (21), parte dos alunos da rede municipal de ensino de Apucarana voltou aos bancos escolares  após mais de um ano de suspensão das aulas presenciais. O primeiro dia foi marcado por tranquilidade, muita alegria e protocolos rígidos de prevenção à Covid-19.

continua após publicidade

Segundo a secretária de educação Marli Fernandes, apenas 30% dos 2.605 alunos que eram esperados compareceu hoje a uma das trinta e cinco escolas da rede. Inicialmente, as turmas do 4º e do 5º ano estão sendo contempladas com as aulas presenciais.

“Sabemos que muitos pais ainda estão receosos em relação a mandar seus filhos para a escola, mas acredito que esse percentual deve aumentar nos próximos dias, à medida que as famílias forem vendo na prática o processo de retomada das atividades presenciais e observarem a seriedade com que as escolas estão cumprindo os protocolos sanitários. Aliás, é importante frisar que a equipe da Autarquia Municipal de Educação vai acompanhar diariamente o número de alunos nas salas de aula, para garantir o distanciamento social necessário,” disse a secretária.

continua após publicidade

A diretora da Escola Municipal Albino Biacchi, no Jardim Trabalhista, contou como foi retorno das crianças. “Nós percebemos que elas estavam ansiosas por esse momento e com muita saudade dos professores e colegas. Apesar da pouca idade, a maioria tem entre dez e onze anos, os alunos estão bem conscientes sobre os riscos do novo coronavírus e conseguindo respeitar adequadamente às medidas de prevenção,” afirmou.

“Mesmo com todo o esforço da equipe pedagógica da Autarquia de Educação para que os alunos não perdessem o vínculo com a aprendizagem durante o último ano, nós sabemos que não há nada que substitua a convivência diária entre alunos e professores. Juntos em sala de aula, os docentes podem, por exemplo, sanar as dúvidas das crianças na hora em que elas surgirem. A pandemia não acabou e nós estamos atentos à situação, trabalhando sempre em parceria com as autoridades de saúde para a segurança da comunidade escolar,” concluiu a secretária.