Apucarana

Projeto de duplicação de trecho urbano da BR-369 avança

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Projeto de duplicação de trecho urbano da BR-369 avança
Projeto de duplicação de trecho urbano da BR-369 avança

Em reunião técnica realizada na tarde desta sexta-feira, no gabinete municipal, foram discutidos detalhes do projeto de duplicação da BR-369, no trecho que vai do Núcleo João Paulo até o entroncamento com o Contorno Sul. O prefeito Junior da Femac e a secretária de obras, engenheira civil Angela Stoian, avaliaram a primeira etapa do projeto, apresentada pelo engenheiro Mateus Galdino, da G2S Engenharia, de Curitiba, empresa vencedora do processo de licitação.

continua após publicidade

De acordo com mapas digitalizados apresentados pela G2S, duas rotatórias serão implantadas no trecho. Uma está projetada para a entrada principal do Núcleo João Paulo e a segunda junto ao viaduto do bairro, com acesso também ao Parque Industrial Oeste. Está projetado ainda um retorno junto ao quartel do 10º Batalhão da Polícia Militar.

O prefeito Junior da Femac lembrou que a ordem de serviço para a G2S engenharia foi dada no início de março. “O projeto está avançando e num prazo máximo de 90 dias deve estar concluído”, anunciou.

continua após publicidade

Constam do projeto de duplicação do trecho urbano da BR-369, o alargamento da pista de rolamento – com terceira faixa na entrada do João Paulo -, canteiro central para instalação de iluminação de LED, ciclovias, duas rotatórias e um retorno. “São 2,5 quilômetros de melhorias neste trecho da rodovia, que irão garantir melhor mobilidade e segurança, além de valorizar bastante a entrada de Apucarana”, avaliou o prefeito Junior da Femac.

Conforme acrescentou ele, o planejamento desta obra passa primeiro pela conclusão do projeto. Depois vamos apresentá-lo para aprovação da Viapar, concessionária responsável por este trecho da rodovia. “Em 2022 vamos buscar os recursos necessários para realizar a obra, que deve ter um custo estimado de R$ 6 milhões”, assinalou Junior.

A secretária de obras, Angela Stoian, disse que está acompanhando de perto a evolução do projeto, dando suporte à empresa. “Os contatos com a Viapar vem sendo feitos frequentemente, para evitar o descumprimento de normas vigentes”, explicou.

Com relação ao primeiro acesso no Núcleo João Paulo a secretária informa que será implantada uma terceira faixa para desaceleração e evitar congestionamento na futura rotatória. Hoje, neste local, funciona um semáforo de cinco tempos, cuja espera incomoda os usuários da via.