Apucarana

"Procurei ficar calma e firme na fé", diz curada da covid

A professora Daniele Horcesi, de Apucarana, foi diagnosticada com a doença no final de maio

Da Redação ·

"Procurei ficar calma e firme na fé", diz professora  Daniele Horcesi, 40 anos, de Apucarana, após se recuperar da Covid-19. Em relato no Facebook, Dani, como é conhecida por familiares e amigos, conta que os sintomas surgiram no dia 25 de maio. "Comecei com dor de cabeça, calafrios, sangramento no nariz. Então, procurei auxílio médico e fiz o teste, o qual comprovou a suspeita", conta.

continua após publicidade

A professora relata que as dores de cabeça diminuíram, mas percebeu que estava cansada e com uma pequena falta de ar. "Fui medicada e orientada pelo médico. Além disso, também tive perda temporária do paladar e olfato. Na sequência, foi solicitada uma tomografia, a qual constatou 40% de comprometimento dos pulmões e minha saturação começou a abaixar, chegando em 84%", explica.

Após este período, Dani alugou um cilindro de oxigênio para aliviar a fadiga e foi se recuperando conforme os dias passaram. "Minha saturação estabilizou, embora haja alguns momentos de crise de tosse, no qual é necessário sua utilização. Porém, hoje me sinto bem melhor. Este é um relato real e que aconteceu comigo. Cada pessoa é acometida de uma maneira diferente. O vírus existe e só sabemos da real proporção quando lidamos com ele. No entanto, apesar de tudo, procurei manter a calma e firme na fé de que sairei vencedora de tudo isto", comemora.