Apucarana

Prefeitura pede investigação de atropelamento de capivaras

A GCM interditou o trânsito no parque nesta noite para garantir a travessia dos animais; veja

Da Redação ·

A Prefeitura de Apucarana, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e da Guarda Civil Municipal, está monitorando e adotando providências no caso de atropelamento de capivaras, ocorrido na noite de terça-feira (5), na barragem do Parque Jaboti. Foi constatado a morte de uma capivara e ferimentos em ao menos mais duas.  

continua após publicidade

O prefeito Junior da Femac informou que, por meio da câmera instalado junto ao painel "Eu Amo Apucarana", foi identificado o veículo que atropelou os animais. De acordo com ele, a GCM informou que se trata de um Tiggo 5X.

O veículo ao passar pela lombada, junto ao painel, acelerou em meio a um grande grupo de capivaras, inclusive com filhotes. "É inadmissível o que ocorreu e que também foi filmado por um servidor da prefeitura, que chegou a gritar com o motorista",  comentou o prefeito Junior da Femac, lembrando que os animais são dóceis e tem no Jaboti o seu habitat.

continua após publicidade

O prefeito também lembrou que a velocidade máxima permitida no parque é de 40 km por hora, e que além das lombadas, existem placas de sinalização em vários pontos alertando sobre a presença dos animais. "O caso estás sendo apurado com rigor, por que não dá para aceitar este tipo de conduta", concluiu.       

A Guarda Civil Municipal interditou o trânsito para a passagem das capivaras. "São animais de tradição do local, Lago Jaboti no Cartão Postal da Cidade, a GCM tem também como ponto base neste local a segurança e apoio à comunidade que fazem suas atividades, caminhadas e visitação das famílias, com a visão do planejamento de Rondas Setoriais", informou o comandante da GCM Alexandre Carletti.