Apucarana

Prefeitura abre licitação para uma nova Capela Mortuária

A obra será realizada na Avenida Aviação e vai atender 14 bairros da região leste da cidade.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Prefeitura abre licitação para uma nova Capela Mortuária
fonte: Divulgação
Prefeitura abre licitação para uma nova Capela Mortuária

O prefeito Junior da Femac autorizou hoje (7) abertura do processo licitatório para construção da Capela Mortuária da Avenida Aviação. Uma reivindicação antiga da população, a obra vai atender 14 bairros da região leste da cidade que reúne cerca de 20 mil habitantes. A obra de 262 m² será edificada num terreno de 1,2 mil m², localizado na Avenida Aviação esquina com Rua Guaianazes. Terá capacidade para dois velórios simultâneos, contando hall de entrada, varandas externas cobertas, sala de estar, copa, depósito e dois sanitários adaptados para portadores de necessidades especiais.

continua após publicidade

A capela será construída com recursos próprios do município, entre R$ 700 mil e R$ 800 mil. “Na nossa gestão só soltamos licitação quando o dinheiro da obra está reservado. Estamos com os recursos em caixa”, afirma o prefeito Junior da Femac. “Estamos garantindo esta obra, esperada há muito tempo pelos moradores dessa região. Agora, no momento de dor pela perda de um familiar e amigo, contarão com um espaço adequado que vai trazer conforto e maior tranquilidade”, completa Junior da Femac.

O diretor-presidente da Autarquia dos Serviços Funerários de Apucarana (Aserfa) José Airton “Deco” de Araújo, detalha que a Capela Mortuária da Avenida Aviação vai atender uma vasta região compreendida pelos Núcleos Habitacionais Sumatra 1,2 e 3, Jacanã, Castelo Branco; Jardins Colonial, Santiago, Aeroporto, Aviação e Santos Dumont; Residenciais Sabiá e Andorinhas, e ainda Parques da Raposa 1 e 2.Para definição da construção da nova capela, a Aserfa levou em consideração diversos critérios.

continua após publicidade

“Primeiro avaliamos o distanciamento do centro e também o número de moradores. Quando se tem uma população deste porte, distante da área central, já se justifica ter uma capela mortuária”, explica José Airton “Deco” de Araújo.

O prefeito Junior da Femac prevê o início da obra para cerca de 90 dias.